Header Ads

"Crossdressers" & "Travestis" similaridades & diferenças

[07-ILUSTRACION.jpg]

Qual é a diferença entre "Crossdressers" e "Travestís"?

Ambos gostam de vestir e usar roupas e acessórios do sexo feminino, assemelhando-se a uma Mulher ou fêmea! Alguém sabe estabelecer, a exata diferença?

Fórum do Yahoo

http://www.lancenet.com.br/resources/500298.jpg
RESPOSTA 1 - Travestis geralmente se vestem de mulher para se prostituirem. Crossdressers são homens, não necessariamente gays, que por algum motivo fantasiam com o sexo oposto se vestindo dessa maneira. Há homens casados que vão para a cama com suas esposas vestido de mulher.

http://lh3.ggpht.com/_F8l8KYFMHig/R_-9b-AUO3I/AAAAAAAAADw/zv7pFVNVf0Y/girly+crossdresser.jpg

RESPOSTA 2 - Crossdessers são homens que se vestem de mulher, alguns a maioria é homossexual ou bissexual, mas isso não é regra, já travestis são homens que se "transformam" em mulheres através de hormônios e plasticas, muitos se prostituem, mas isso também não é regra, existem travestis que levam uma vida normal, trabalham e até namoram, com homens...

Como se vê Essa é uma questão cuja resposta não tem um consenso, pois nem todos estão de acordo sobre a fronteira existente entre Crossdressers e Travestis.

Depois há que distinguir quando o Crossdresser ou Travesti é feito por um homem ou uma mulher. Sim. Também existem mulheres biológicas que se dedicam a essa prática, embora numa menor proporção. Digamos que segundo os estudos oficiais mais recentes, a cada 3 ou 4 indivíduos masculinos praticando Crossdresser ou Travesti, existe 1 indivíduo feminino. Só que as mulheres passam despercebidas, pois a sociedade em que vivemos, acha aceitável uma mulher vestir-se com roupas masculinas, embora cinicamente, não dê ao homem o mesmo direito, ou seja, homem que utilize uma peça feminina, é logo criticado e marginalizado.

Como depreendo pela sua atual pergunta e outras anteriores, que está com mais interesse, nesta questão quando praticado por homens, vou cingir-me a esse campo.

Digamos que a palavra "Travesti" tendo uma conotação muito pejorativa, obriga a que muitos dos seus elementos se digam "Crossdressers" e daí resulta ainda uma confusão maior.

Sendo uma questão que ao longo dos anos me interessou, tenho feito imensas pesquisas e algumas viagens a lugares considerados como centros nevrálgicos da existência de ambos os grupos, como por exemplo Paris, (Pigalle, Quartier Latin etc.) onde cheguei a viver, e onde pude conviver com vários Crossdressers e Travestis, quer hormonizados quer não. Com o tempo, fui percebendo através de conversas (a maioria gosta imenso de conversar, tal qual as mulheres biológicas) a sua história. E acredite, que há sempre uma história, por vezes fantástica, por detrás de cada um destes seres.

Assim, posso lhe dizer, com uma grande margem de segurança, que a semelhança entre Crossdressers e Travestis, apenas reside no fato de, tal como vc diz, ambos usarem roupas e acessórios femininos.

O Crossdresser é uma pessoa que vive uma dualidade de personalidade. Continua a gostar de ser homem, aliás tem orgulho e prazer em ser homem, embora, por vezes tenha necessidade imperiosa de se vestir de mulher, embora sem o desejar ser. Embora em alguns casos fantasie, frente ao espelho, estar a ser penetrado numa imaginária vagina.

Geralmente é casado, tem filhos e ama fazer sexo com mulheres, sendo heterossexual. Por vezes a sua fantasia, leva-o a, durante o ato sexual com a esposa ou companheira, imaginar que de repente trocou de orgão sexual com ela, e então é ele que está sendo penetrado na sua imaginária vagina e conseguem ter e dar muito prazer.

Quando a vontade de se vestir de mulher chega, (e muitas das vezes, essa vontade deve-se a traumas psicológicos que a pessoa sofreu na sua vida, a maioria na infância), utiliza roupas e adereços femininos com maior ou menor grau de esmero, consoante o grau de exigência que a sua parte psicológica lhe exige, e os seus conhecimentos da matéria.

Existem até os que fazem cursos de maquiagem, cozinha, trico, etc.
Começa com uma sandália, mais tarde já apetece juntar uma meia, meses ou semanas mais tarde, avançam para uma saia, uns brincos, até que mais tarde (e podem passar-se meses ou anos, nesta transição) já se vestem integralmente de mulher, já usam peruca e maquilhagem e já anseiam sair à rua, abandonando aquilo que se convencionou chamar de "garota de armário", numa alusão aquelas "moças" que apenas se transformam entre quatro paredes.

Depois vem a fase dolorosa de contar à esposa, pois mais cedo ou mais tarde, ela inevitavelmente vai descobrir. Aí a maioria não encontra compreensão, pois é muito difícil para uma mulher biológica, aceitar que aquele machão com quem casou, afinal gosta de, por vezes, ser mulher. Não compreendem e acham que ele virou gay. Aí, uma percentagem grande de casamentos termina em divórcio, pois elas não admitem ter "outra" em casa.

Alguns Crossdressers, muito poucos, têm a felicidade de encontrarem nas companheiras aprovação para a sua fantasia. Essas esposas, segundo relato das próprias, além de não perderem o marido, ainda ganham uma amiga e companheira de compras. Podem ter conversas sobre vestidos e culinária, ou qualquer outra coisa do universo feminino, pois geralmente os maridos quando vestidos de mocinhas, costumam adorar ter essas conversas e podem dar conselhos sob a óptica feminina, mas tb sob a visão do macho. E, segundo as esposas, eles nunca mais refilam por elas terem assinaturas de várias revistas femininas. Tudo isto sem perderem o marido na cama, pois geralmente, ao acabar o "segredo", o homem fica emocionalmente mais liberto e imensamente grato à esposa pela compreensão, daí as relações sexuais melhorarem significativamente.

Tb há as que gostam imenso de ter uma ajudante ou criada, já que normalmente os Crossdressers adoram fazer faxina, ou seja, uma vez vestidos de menina, gostam de se ocupar de todas as tarefas iminentemente femininas como seja, arrumar a casa, cozinhar, lavar a roupa ou a loiça, etc.

Algumas mulheres, aceitam de tal forma o “novo marido”, que o ajudam a tornar-se cada vez mais, uma autêntica mulher, altura em que o crossdresser pode dizer que tem uma S.O.. Inclusive chegam a sair para a rua com eles vestidos de menina e irem a Cdsessions, convivendo com outros Crossdressers e suas S.O.’s. É nesta fase, que alguns Crossdressers, muitas vezes a pedido da própria esposa, vão para a cama de calcinha, soutien e cinto de ligas, pois isso excita as parceiras. Puderem ir para a cama com uma mulher, mas gozarem as delicias de ter um macho a fazer sexo com elas, é segundo dizem algumas, uma coisa espectacular.

The image “http://www.homemsonhador.com/Travesti.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.

Quanto aos travestis, a coisa é bem diferente. Psicologicamente gostam de se sentir mulheres. Alguns, poucos, só o fazem para fins artísticos, actuando em espectáculos de cabaret's ou casas similares, mas a maioria o que gosta mesmo é de ser mulher. Podem ser ou não hormonizados, isto é, tomar hormónios. Vários fazem operações plásticas para implantação de seios artificias, nádegas (bumbum) ou maçãs do rosto, recorrendo ao silicone. Geralmente são homossexuais e procuram companheiros masculinos. Podem ser sexualmente ativos ou passivos. Alguns são bissexuais, mas a maioria tem como aspiração viver apenas como mulher, embora sem renegar o seu sexo. Outros tem a fantasia de viver com outro travesti e terem relações sexuais, ambos vestidos de mulher.

A mente humana, é uma caixinha de surpresas, e tudo depende da evolução do distúrbio emocional. Mesmo aqueles que são Crossdressers puros, não estão livres de o seu distúrbio emocional evoluir para um bissexualidade e transitarem para o grupo dos travestis, desejando inclusive pôr silicone ou tomar hormônios.


Imagem

Dentre os travestis, existem tb os que apenas querem ser 100% mulheres, e recusam-se a ter relações sexuais com homens, enquanto não tiverem vagina. Como eles dizem, "sentem-se mulheres presas dentro de um corpo masculino" e não fazem cirurgias para colocar implantes de silicone, mas sim para alterar as feições do rosto, para outras mais femininas. Mais tarde, são tb operados para mudança de sexo, após o que passam a ter uma vida de mulher, acabando na maioria das vezes por casar com um homem. Há quem diga que estas pessoas pertencem ao chamado 3.º sexo. Embora o verdadeiro nome seja “transexual”.
Imagem
Após fazerem a operação de mudança de sexo, passam de travestis a transexuais e em alguns países, como por exemplo Portugal, a lei permite-lhes que no seu bilhete de identidade passe a constar como sendo do sexo feminino, podendo inclusive mudar de nome, embora dentro de certos condicionalismos. No entanto, para que tudo isto seja possível, é necessário que a pessoa seja acompanhada pelas entidades de saúde competentes, tendo de se submeter a inúmeras consultas de psicologia e psiquiatria e viver como mulher durante um certo período de tempo, antes da operação, para que não haja dúvidas dos médicos, que é exatamente isso que a pessoa pretende, já que não há retrocesso.

Nenhum comentário