Header Ads

Justiça sueca concede uso de nome feminino a cross-dresser


Por Redação do MIX Brasil

Um sueco praticante de cross-dressing ganhou na Justiça o direito a usar um nome feminino. O homem, que recebeu dos pais o nome de Jan-Olov Ågren, havia solicitado ao fisco de seu país que incluísse o nome "Madeleine" em seus documentos, mas o pedido havia sido negado, pois a instituição alegou que seria inapropriado um homem ter nome de mulher.

No entanto, o tribunal da região de Norrbotten, suspendeu a decisão do fisco e permitiu que o homem passasse a se chamar Jan-Olov Madeleine Ågren. Como ele gosta de se vestir como mulher ocasionalmente, deverá usar o nome Jan-Olov quando estiver com roupas masculinas e Madeleine quando estiver maquiado e de salto alto.

"Eu realmente não esperava que isso pudesse acontecer", afirmou Jan-Olov Madeleine à imprensa local.

Nenhum comentário