Header Ads

Reflexões e Desabafos - By Katia Steelman Walker: Flashback Queen - I Want To Break Free



Queen - I Want To Break Free


Este é conhecido como um dos clipes mais engraçados do Queen, por mostrar os 4 músicos vestidos de mulheres em situações bem domésticas. Não há como não rir ao vê-los de mini saia, e o Fred aparecendo bem no começo aspirando uma sala, com uma peruca chanel, enormes brincos rosas, bem maquiado, seios falsos, e aquele bigodão clássico, que não combinava nada!
Na verdade eles estão vestidos como Drag Queen´s, fazendo sátira a alguns personagens da novela da TV inglesa "Coronation Street".

A música fala da dúvida de um amor, de quando uma pessoa está em dúvida se deve amar a outra, ou se deve libertar-se desse amor. Dúvida realmente cruel!
O vídeo mostra situações de pessoas que vivem aprisionadas de várias formas, no trabalho de casa (porisso eles aparecem vestidos como “Drags” domésticas), ou no emprego (junto com vários operários, com aqueles capacetes de lanterna).

Em algumas cenas, algo mais conhecido do público do Queen: Freed Mercury em ação, cantando e aparecendo na telinha como ele gostava, sem camisa, e com uma calça e couro muito justa! Depois, ela aparece sem seu famoso bigode, dançando em uma caverna escura com o Royal Ballet.
O Clipe foi produzido pelo próprio baixista do Queen, John Richard Deacon em 1984, e ficou 15 semanas nas paradas da Inglaterra.

I WANT TO BREAK FREE (EU QUERO ME LIBERTAR)

Eu quero me libertar
Eu quero me libertar
Eu quero me libertar das suas mentiras
Você é tão auto-suficiente,
Eu não preciso de você
Tenho que me libertar
Deus sabe, Deus sabe
Que tenho que me libertar

Eu me apaixonei
Eu me apaixonei pela primeira vez
E dessa vez eu sei que é verdade
Eu me apaixonei, yeah
Deus sabe, Deus sabe
Que me apaixonei

É estranho, mas é verdade
Não posso passar por cima
Do jeito que você me ama
O carinho me faz
Mas tenho que ter certeza
Quando eu passar daquela porta
Oh como eu quero ser livre, baby
Oh como eu quero ser livre,
Oh como eu quero ser livre.

Mas a vida continua
Não posso me acostumar a viver sem,
Viver sem,
Viver sem você do meu lado
Não quero viver sozinho, hey
Deus sabe, tenho que fazer isso sozinho
Então baby, não pode ver?
Tenho que me libertar.

Tenho que me libertar
Quero me libertar, yeah
Eu quero, eu quero, eu quero, eu quero me libertar

por Marilia - lyricstime.com


Ficha do Clipe:
Gravado: 1983
Lançamento: 22 de Abril de 1984
Gravadora: EMI / Capitol
Escritor: Jonh Deacon
Produtores: Queen e Reinhold Mack




By Kate: Lembro que vi esse video no Fantastico em 1983 e quase pirei quando vi aquela quantidade de homens vestidos de mulher. Antes eu so tinha visto o Pernalonga e os Trapalhões montados. E tudo aquilo para mim foi um choque!
Desejei demais me vestir com aquela sainha de couro, meias 7/8 e ligas tal qual o Freddie Mercury. Por varias e varias vezes naquele e nos anos seguites fiquei com fixação em mini saias de tecido emborrachado. Lembro que como não tinha dinheiro para comprar uma para mim cheguei a usar um "envelope emborrachado preto" destes de guardar usa-se para guardar fotografias antigas para fazer uma saia para mim. Na época surrupiei um destes do escritório de engenharia do meu pai que tinha isso aos montes para guardar as pranchas dos projetos para que estas não ficassem amareladas. O Resultado não ficou perfeito mas bom o suficiente rendeu varias montagens numa época em que eu não tinha mais que 12 anos...
Lembro também que o Clip me ajudou a entender o que eram as "ligas" que minha mãe tinha guardado na gaveta de calcinhas que eu sempre mexia quando ela não tava em casa. Até então eu via as ligas, ja tinha experimentado as meias 7/8 mas elas caiam... Depois de ver o clip e "pesquisar" um pouco mais nas "Revista Claudia" da vida entendi como usar e quase desmaiei no dia que me montei completa de meias 7/8 e lingerie quando ninguem tava em casa. Eu nem sabia o que era "crossdresser" so sabia que eu tava me "vestido de mulher" e que tava muito bom. Eu olhava e me sentia uma menina lindissima!
Outra coisa que o clip me fez despertar foi para o uso do Colants e malhas. O clip tem varias cenas que por algum tempo povoaram a minha mente Lembro que minha mãe tinha uma meia de lycra grossa cor da pele que mais parecia uma calça e um colant da mesma cor e textura... Há! como eu adorava vesti-los... era uma sensação maravilhosa!

Muito bom relembrar isso e compartilhar com vocês...

Nenhum comentário