Header Ads

10 razões para se entregar ao sexo

10 razões para se entregar ao sexo

Fonte: Bolsa de Mulher - Via: Malvadas

Sexo é bom. Digamos que a grande maioria concorda com essa premissa. É algo tão bom que não tem hora pra dar vontade. Seja na hora que você está na cama, no sofá assistindo um filme, no carro, na rua, no motel é inevitável, bateu a vontade, quem segura? Dá um calor que você não liga se tem alguém para chegar ou não. Isso é não é novidade para ninguém. Mas você sabia que os especialistas garantem que os efeitos do nosso corpo vão muito além do que a sensação maravilhosa depois do orgasmo? Até a própria Organização Mundial de Saúde define o sexo como um dos quatro parâmetros para definir a qualidade de vida das pessoas. O que também não é novidade né? A gente sente o corpo mudar, as contrações, a respiração mais ofegante, a troca de substâncias que estimula modificações corporais, como a fenietilamina, que está ligada a sensações de amor, a dopamina, que tem relação com a emoção amorosa, e a endorfina, associada ao prazer. Durante o orgasmo, o corpo também produz oxitocina, um hormônio ligado a diversos efeitos positivos, tanto físicos quanto psicológicos.

- Sexo emagrece e exercita os músculos
Você sabia que trinta minutos de sexo frenético e intenso chega a queimar pelo menos 85 calorias. Ah, só isso? Esse efeito é cumulativo e se você fizer 45 sessões de meia hora - ou seja, se você fizer pouco menos de uma hora de sexo por semana em um mês - podem queimar mais de 3.825 calorias, o suficiente para perder mais de meio quilo. Antes horas de sexo do que horas de musculação em uma academia.

- Seu coração agradece
Não estamos falando daquele coração que você desenha em um papel com os seus nomes entrelaçados não. O sexo é um exercício ma-ra-vi-lho-so para a musculatura cardíaca. Você sabia que os batimentos cardíacos podem subir a mais de 180 bpm quando você estiver excitado(a).

- Sexo combate a depressão
Quem é que não gosta de estar com a auto-estima em dia? Se sentir desejada e atraente. Até o próprio jogo de sedução. Saber que tem alguém que ta interessado em você. Estudos comprovam que o sexo, quando bem feito, melhora a percepção da própria imagem corporal, além de reduzir a ansiedade e a incidência de problemas psiquiátricos, depressão e suicídio.

- Cumplicidade e segurança
Quanto mais sexo você faça, mais você produz oxitocina, considerado o "hormônio do amor", no hipotálamo e sua liberação pela hipófise. A oxitocina é um hormônio ligado à sensação de segurança e à formação de elos, que faz com que a mulher se entregue e se abra mais e quanto mais ela se entregue, melhor o sexo fica.

- O sono
O sexo é relaxante e pode ser um aliado contra a insônia. Isso porque, após o orgasmo, ocorre a liberação da oxitocina, que é um sedativo natural e ajuda a adormecer. A descarga de tensão após o clímax leva ao relaxamento. O sono fica melhor e nos sentimos mais leves enquanto dormimos. Então não ache que você é a pior pessoa do mundo se teu parceiro(a) dormir durante o ato sexual. Ta explicado.

- Diminui a ansiedade
Muitas pesquisas já mostraram que o toque tem um efeito calmante nos seres humanos. E os benefícios vão além da sensação prazerosa do tato: as carícias na pele, comuns durante o ato sexual com quem se ama, causam uma redução do efeito do cortisol, hormônio secretado quando estamos sob estresse. Ou você durante o sexo pensa nos seus problemas profissionais? Se sim, procure um médico.

- Sexo faz bem pra pele
O prazer sexual favorece a produção de estrogênio (hormônio sexual feminino) e de colágeno: o primeiro é responsável pela distribuição de gordura no corpo e pelo brilho e textura da cútis feminina; o segundo é uma proteína essencial para o organismo, que une e fortalece os tecidos, conferindo firmeza e elasticidade à pele. Além disso, durante o ato sexual a temperatura do corpo sobe, estimulando a sudorese e o fluxo de sangue na superfície da pele que, mais irrigada e com os poros desobstruídos, acaba tornando-se mais resistente aos efeitos do envelhecimento.

- Sexo pode prevenir doenças
Sim, isso é possível. Segundo um estudo norte-americano, quem tem uma ou duas relações sexuais por semana atinge níveis mais altos de imunoglobulina A, anticorpo que ajuda a proteger o organismo contra resfriados e outras infecções.

- Reduz impotência
Relações sexuais frequentes podem prevenir o câncer de próstata no futuro. Segundo estudos, homens que ejaculam pelo menos cinco vezes por semana quando jovens reduzem em um terço as chances de desenvolverem o tumor. E quanto mais se faz sexo, menor é a incidência de problemas de ereção.

- Pode indicar possíveis problemas
Da mesma forma que contribui ara o equilíbrio emocional e físico, o sexo (ou a falta dele) pode ajudar a sinalizar algum desequilíbrio no seu organismo. As disfunções sexuais servem como um marcador, e normalmente sinalizam algum problema psíquico, físico ou psicossocial na pessoa.

Mas não esqueça: para que o sexo seja realmente prazeroso e benéfico para você, é fundamental praticá-lo com segurança e higiene íntima e bucal. Sempre é bom se prevenir e não esquecer de usar preservativo. E mesmo com o uso da camisinha, é importante uma boa higiene corporal e um especial cuidado com a higiene genital. O sexo deve ser um encontro de prazer; mais do que emagrecer, limpar a pele ou exercitar os músculos, ele deve fazer com que a pessoa se sinta viva e aprenda a tirar prazer do seu corpo e da vida.

Nenhum comentário