Header Ads

Definições...

O que é o que é?

Blog da Tatiana Hilux

Ainda hoje encontro pessoas confusas em relação a nomenclaturas e certas definições do que é ou não é dentro do raciocínio LGBTT. Assunto já batido, né gentem… Mas muitos ainda tem dúvidas, mesmo alguns homossexuais que freqüentam a night alencarina não sabem distinguir uma drag de um travesti, pra eles é a mesma coisa, o que é uma inverdade.

shakiracosta2

Travesti: vamos começar por eles, ou elas como eu prefiro. É a pessoa que apresenta sua identidade de gênero oposta ao sexo designado no nascimento, mas que não almeja se submeter à cirurgia de redesignação sexual. A genitália masculina não oferece nenhum constrangimento a essa pessoa. Fui meio simplista, né? Mas iremos falar mais a esse respeito em outro momento, assim como as demais classificações.

0,,20151349-EXH,00

Transexual: possui a genitália de determinado sexo, masculino ou feminino, porém, sua psique é oposta a ele. Tem como característica principal o desejo constante e intenso de modificar seu sexo genital, por viver grande parte de suas vidas, quando não toda ela, numa grande angústia interna, uma vez que têm a sensação de possuírem uma alma feminina ou masculina encarcerada num corpo físico oposto a tal realidade interna.

flavia2

Transformista: ator transformista ou ainda atriz transformista. Esse termo é simples e ao mesmo tempo complexo, mas uma coisa que nunca deve ser dissociada do transformista é o palco, o show o glamour, e a arte. Nada mais é do que um gay com sua rotina diária masculina – alguns vestem gravata e terno em seus empregos diurnos – que se transformam em belas mulheres (alguns não tão belos, diga-se de passagem), de fino trato, elegantes, sexies, usam muitas plumas, paetês e strass (itens que até a gayzinha + poc poc também usa, mas em se tratando de uma transformista, esses itens ganham um grau superlativo) e se apresentam nos palcos em performances de dublagem e desfiles de Misses (algumas tentam tanto e não dão em nada). Boa parte adota o repertório de cantoras famosas e fazem algo como cover de suas divas favoritas.

veidafernanda

tablata

Drag Queen: nessa categoria encontramos a Top Drag, o Andrógino e a Caricata, no Ceará elas não lidam muito bem com o termo, preferem ser chamadas de humoristas simplesmente e apresentam-se em teatros locais sempre com casa cheia, algumas até negam sua homossexualidade (não quero dizer que pra fazer humor tem que ser homossexual, cuidado com a carapuça). Adrógino é a drag com corpo musculoso ou másculo, dubla vocais masculinos e usa uma mistura do masculino e feminino. Ney Mato Grosso foi a nossa primeira drag Andrógino famosa nacionalmente. Já a Top Drag é aquela drag que usa menos roupa, que é mais feminina ou menos masculina. O fenômeno surgiu em meados dos 90s no Brasil. Elas preferem algo menos engraçado, mais fashion e sensual. Devido às várias aparições em muitos programas de televisão e filmes, o estilo Top Drag firma-se como o mais atraente para o gay que pensa em começar a se montar.

pin-up

Cdzinha: vêm do inglês crossdresser, pessoas que vestem roupa ou usam objetos associados ao sexo oposto, por qualquer uma de muitas razões, desde vivenciar uma faceta feminina (para os homens), masculina (para as mulheres), motivos profissionais, para obter gratificação sexual, ou outras. Não está relacionado com a orientação sexual, e um crossdresser pode ser heterossexual, homossexual, bissexual ou assexual. Muito embora a esmagadora gama de Cdzinhas se vestem assim apenas com o objetivo de conquistar um(a) parceiro(a) sexual.

Obrigada a todos que chegaram até aqui kkkkkkkkk

Nenhum comentário