Header Ads

BBB -10 O Big Brother Brasil Arco-íris ?

Big Brother Brasil Arco-íris

Do site Gay.com.br - Via: Cultura Crossdresser

O Big Brother Brasil, que nas edições anteriores já teve participações de gays (Marcelo Arantes no BBB8 que arrancou suspiros ursinos e Jean Willys, o vencedor do BBB5, além de participantes prováveis gays, mas que preferiram não assumir dentro da casa), este ano estará bem mais colorido e assumido, com participação de dois gays e uma lésbica na décima edição do ‘reality show’. Mas você pensa que já fechou a lista? O BBB10 também terá a participação simpatizante da proprietária da comunidade ‘Homofobia Já Era’ no Orkut.




A começar com o Dicesar que dá vida a diva drag queen Dimmy Kieer, conhecidíssima na cena gay. Depois com a participação do emo Sérgio Francischini, conhecido na net como Sr. Orgastic, da jornalista Ana Angélica que apresentava um programa de esporte para uma afiliada da Rede Record, e da linguística Elenita, que não é do babado, mas é uma árdua lutadora contra o preconceito sofrida pelos LGBTs.



Dicesar/Dimmy Kieer tem 44 anos e é natural de Londrinha-PR, já tentou entrar no BBB duas vezes. Os boatos da sua participação já corriam pelo Twitter dia antes do anúncio oficial no blog do programa. Ele próprio tinha enviando um tweet comentando que havia participado da cadeira elétrica, a entrevista seletiva para o BBB e que ele havia ido bem.




Sérgio Franscischini/Sr. Orgastic tem 20 anos, o estudante paulistano será representante emo e é abertamente gay. “Os pais sabem sempre, só que tentam não demonstrarem isso, é como esconder o sol com a peneira, mas uma hora isso vai se tornar um diálogo; No meu caso, nunca ouve uma CONVERSSA, meu lado homossexual sempre foi bem acentuado desde de pequeno… não tinha muito o que falar eles sabiam e eu sentia isso, falei o necessário e ai veio o apoio em seguida, um apoio mais reforçado, porque apoio sempre eu tive”, respondeu ele para uma pergunta no seu perfil no FormSpring.



A jornalista mineira Ana Angélica tem 24 anos e apresentava o programa ‘Paranaíba Esporte’ da TV Paranaíba, afilada da Rede Record em Uberlândia. Para um depoimento para a Folha de SP, Marcos Maracanã, ex-colega de emissora disse que “ela é profissional e uma boa jornalista” além de ser ”reservada na sua vida pessoal”. Maracanã contou que Ana é assumidamente lésbica e que tem uma namorada “linda”. Contou ainda que ela já fez cursos de teatro e que ela tem uma “afinidade grande” com o meio da televisão. “Ela vai bombar lá [no BBB], pode ter certeza”, afirmou Maracanã.



Elenita Rodrigues fez mestrado em linguística aplicada pela UnB em 2002, e doutorado na mesma área pela Unicamp. Elenita é proprietária da comunidade ‘Homofobia Já Era’ no Orkut. Com 63.421 membros é umas das comunidades que mais briga contra a homofobia na web. A comunidade está eufórica, não é para menos, pois existe uma boa oportunidade para o Brasil discutir sobre a questão das homopessoas e a homofobia em rede nacional. Num post na comunidade, Luiz Claudio bem disse que “devemos ficar felizes pois uma batalhadora pela tolerância e um homossexual conhecido da cena GLS estão juntos nessa mesma edição do programa. Se o Brasil conseguir, depois destes 3 meses de BBB, respeitar mais, tolerar mais e e ser mais generoso depois de ver que somos pessoas comuns e ‘do bem’ (assim como foi com Jean Wyllis) já teremos tido um grande resultado.”

Quase todas letrinhas do universo homo representandas ali. Só faltou quem representasse as transpessoas. Lembre que no processo de seleção correu um boato que haveria uma candidata transpessoa anônima, informação desmentida depois pelo próprio Boninho.

Realmente, que esta edição do BBB está colorida, não resta nenhuma dúvida. Agora pergunto quais são as verdadeiras intenções da produção do programa comandado pelo Boninho com essa escolha colorida dos participantes?

Nenhum comentário