Uma Crossdresser Gordinha Complicada e Imperfeita

Festa gay agora na praia

Fotógrafo e produtor Rodrigo Bragaglia (E), com a drag Glam Birkheuer e seu assistente, no making of dos ensaios fotográficos de um calendário gay 2007 que fará com travestis e drags de Floripa, como Káthia Karão e suas cobras, Marluce May, Karla Camuracci e as conhecidas Selma Light e Kit Kitana.

Festa gay agora na praia

Do Diário Catarinense

Ela é aprimeira transexual reconhecida em SC, com passagens por novelas da Globo. Para a empresária Karla Camuracci, Carnaval é sinônimo de trabalho. Karla vai abrir o desfile do Gala Gay na Praia do Pântano do Sul, domingo à noite – e promete estar coberta de brilhos – junto com o organizador do evento, Fernando Ramos, que já está com o vestido de aproximadamente R$ 1 mil pronto para a noite de fantasias de luxo.

Fernando decidiu ressuscitar o Carnaval do Pântano depois que a prefeitura acabou com a tradicional festa no Roma, na Hercílio Luz. Recebeu o apoio da Associação dos Moradores do Pântano do Sul e de restaurantes e pousadas da orla. A expectativa é reunir até oito mil pessoas por noite na praia.

– O grande evento será domingo, com o desfile de fantasias de luxo Gala Gay. As praias do Sul já são reduto dos gays no Carnaval, e toda a comunidade lucra com isso. Por isso temos o apoio de restaurantes, pousadas e até da associação local.

Para o gaúcho Cacá Aguiar, gay assumido que viaja para Florianópolis no Carnaval há 16 anos, a festa apenas mudou de endereço. Ele sempre curtiu o Carnaval do Roma na Avenida Hercílio Luz, mas se hospedava no Pântano do Sul. Agora vai poder unir o útil ao agradável.

– O Centro já foi bom, mas a violência tomou conta. Agora vou ficar pela praia mesmo.

Outra novidade é o Pop Gay do Continente, que pretende revitalizar a festa fora da Ilha e movimentar o caixa das barracas exploradas por entidades comunitárias da região.

– A nossa expectativa é receber 40 mil pessoas, entre público local e turistas. É uma opção para o Pop Gay do Centro, que é só na segunda-feira, já que o público GLS perdeu o Carnaval do Roma. E agora são dois concursos, para quem gosta de participar – explica Silvio Sousa, coordenador geral do Carnaval do Continente.

O concurso vai premiar com R$ 1 mil, R$ 800 e R$ 500 os primeiros, segundos e terceiros lugares nas categorias Drag Queen, Beauty Queen e Garoto Molhado, com jurados sem vínculo com boates. O prêmio para melhor apresentação de Drag Queen é maior.

Já o tradicional Pop Gay do Centro chega a sua 17ª edição, e será realizado na Praça Tancredo Neves.

– Hoje, 30% do público que vem para Floripa no Carnaval é GLS. Muitos vem curtir o Pop Gay, que deve reunir 60 mil pessoas – estima o organizador do evento, Tiago Silva.

Share:

Irreverência: Homens vestidos de mulher

http://p1.trrsf.com.br/image/get?src=http://img.terra.com.br/i/2010/02/15/1447251-0882-atm14.jpg


Homens vestidos de mulher levam irreverência à avenida

Do Terra - Michele Mendes - Agência A Tarde

O que acontece quando um grupo de amigos resolve se vestir de mulher no Carnaval? E quando esse grupo faz parte de um bloco com mais de 2 mil foliões? Essa entidade chama-se "As Muquiranas", que este ano traz o mundo do circo para a avenida e completa 45 anos de desfile em carnavais.

No quinto dia de folia em Salvador, um dos blocos mais irreverentes e animados do Carnaval desfilou pela segunda vez no circuito Campo Grande puxado pela banda Psirico, comandada por Márcio Victor. Homens vestidos de saia, blusa, meias e sapatos coloridos fizeram a alegria de uma multidão.

A passagem do bloco 'Muquiranas' contou com foliões vestidos de mulher e pulando muito ao som do trio elétrico Foto: Antonio Reis /Especial para Terra

As fantasias coloridas dos foliões do bloco são uma atração à parte
Foto: Antonio Reis /Especial para Terra

O tema "Circo" trouxe para as ruas do Campo Grande contorcionistas, palhaços e uma cama elástica, onde integrantes do bloco pulavam a todo momento. Tererês, passadeiras e xuxas no cabelo, perucas e pistolas de jato de água dão um incremento nas brincadeiras que os associados das Muquiranas fazem entre si e com o público.

Márcio Victor, que chegou fantasiado de mágico do Circo, deu um show à parte na Avenida. O cantor desceu do trio e cantou junto aos foliões seus maiores sucessos, como "Pode pular", "Cole na corda" e "Toda boa". O vocalista da Psirico parou a apresentação para agradecer à imprensa por divulgar o trabalho das bandas de pagode da Bahia. "Como disse Caetano Veloso, prefiro a Psirico do que a Beyoncé", declarou.

O administrador de empresas Victor Xavier, 25 anos, desfila no bloco há 3 anos e a cada ano gosta ainda mais das atrações, fantasias e do público. "Adoro sair de Muquiranas. Para mim é muito engraçado, pois minha família vive tirando sarro de mim nessa época de Carnaval", diz. Para Victor, sair fantasiado de muquirana ajuda ele a paquerar, pois as mulheres se divertem com a fantasia e assim é mais fácil a conquista. "Não há quem resista quando me vêem de mulher", brinca.

História
Quem inventou o bloco foi Lindolfo Araújo, mais conhecido como Charita, apelido recebido nas "peladas". Em 1945, Lindolfo começou a reunir os amigos para vestir roupas femininas e brincar o Carnaval.

Com o passar dos anos, o bloco acompanhou as mudanças da folia, passando pela época dos bailes à fantasia, da mortalha e da mamãe sacode, até o abada, que é usado nos dias atuais. Em cada edição da folia, "As Muquiranas" mudam suas fantasias temáticas e irreverentes, que fazem sucesso com o público, virando uma atração à parte da folia.



Share:

Tgatas in Black

Tgatas in Black

Do Travestis Portugal








Share:

Shopping Avenida de Porto Seguro teria impedido duas travestis de usar sanitário feminino

Segurança de shopping de Porto Seguro teria impedido duas travestis de usar sanitário feminino

Do Bahia Dia a Dia

“Vocês terão que provar que são mulheres com identidade”, teria dito o segurança do estabelecimento que as expulsou do local

Na noite do sábado de carnaval, duas travestis teriam sido barradas de entrar no banheiro do Shopping Avenida, localizado na Avenida 22 de Abril, em Porto Seguro, por um segurança do estabelecimento..

As travestis tentaram utilizar o toalete feminino, mas foram impedidas pelo segurança, que disse que elas deveriam usar o sanitário masculino. “Vocês terão que provar que são mulheres com identidade”, afirmou o segurança expulsando as clientes do local.

O presidente do grupo de defesa dos Direitos Humanos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) do Extremo Sul, Ícaro Ceita, foi chamado ao local onde acionou a Polícia Militar. Segundo a operadora da central de atendimento da PM, o subcomandante foi informado sobre o caso, entretanto nenhuma viatura foi enviada ao local.

Share:

HOMENÁGEM A THELMA LIPP




Thelma Lipp (São Paulo, 1962 — São Paulo, 9 de novembro de 2004) foi uma modelo e atriz transexual brasileira.Sucesso nos anos 80 e 90, Thelma Lipp foi jurada do quadro "Eles e Elas", do Clube do Bolinha, e atuou em diversas peças de teatro, filmes, além de posar nua em revistas eróticas masculinas.

Apesar de não ter sido geneticamente uma mulher, Thelma foi, no auge de sua beleza, considerada uma musa, ao lado de Xuxa, Luiza Brunet e Roberta Close.

Desde criança já era fisicamente muito feminina. Sempre contou com o apoio da família, tanto que o nome Thelma Lipp foi dado por sua própria mãe. Aos 16 anos, ela já causava admiração e fascínio por suas beleza e feminilidade, mesmo sem o uso de hormônios artificiais.

Alguns anos mais tarde seria uma das belezas mais celebradas do Brasil. No começo dos anos de 80, Thelma surgiu como uma resposta paulistana à transexual carioca Roberta Close. Ambas chegaram a disputar, durante toda a década, capas de revistas de todo o Brasil. Roberta fazia o tipo “mulher fatal”, enquanto Thelma o gênero “garotinha”.

Contudo, ambas de belezas extraordinárias. A surpreendente beleza abriu-lhe portas, trouxe fama, admiração, amigos e tudo aquilo que um rosto e um corpo belos – acompanhados de inteligência – podiam trazer. Contudo, o fato de ser transgênero tornou sua vida muito difícil.Ocaso e breve ressurgimento da estrelaApós brilhar em toda década de 80, Thelma se viu nocauteada pelo fenômeno drag queen da década de 90.

http://3.bp.blogspot.com/_vSwzrUL4OJo/S0ADPsJqL9I/AAAAAAAACM0/mz8QjiZfDfs/S220/telma+lip.jpg

O ostracismo bateu à sua porta. Sem trabalho e sem dinheiro ela buscou a prostituição. Sua vida já não tinha o mesmo glamur de seu tempo de celebridade do mundo artístico. Logo, ela começou a sofrer de síndrome do pânico, enclausurando-se durante cinco anos em seu apartamento a maior parte do tempo. Para fugir da síndrome, Thelma buscou as drogas, o que agravou ainda mais seus problemas.Auxiliada pelo Programa para Dependentes Químicos do Coronel Ferrarini, no final dos anos 90, em São Paulo, ela conseguiu vencer o vício.

Tornou-se então uma porta-voz na luta para a recuperação de drogados. Teve um breve momento de retomada à carreira, ao fazer algumas peças e teatro e televisão. A retomada da carreira lhe trouxe de volta um pouco de confiança e da auto-estima de outrora.Em 1987, os cineastas suíços Pierre-Alain Meier e Matthias Källin vieram ao Brasil para filmar "Dores de Amor", filme-documentário sobre a vida de quatro transgêneros brasileiros em São Paulo. O diretor Pierre-Alain não resistiu a beleza e feminilidade de Thelma e se apaixonou. Contudo, não houve reciprocidade por parte dela. Mesmo assim, pouco tempo depois, o cineasta faria o filme Thelma, ambientado na Grécia, que conta a história de um homem comum que se apaixona por uma transexual.
http://tinypic.com/16jabp
A produção foi lançada mundialmente em 2001. A morte da diva Em 2001 foi convidada a fazer parte do casting do filme Carandiru, de Hector Babenco, no qual faria o papel de uma travesti presidiária de nome "Lady Di". Entretanto, apesar de ter participado dos ensaios com os outros atores e de ter feito laboratório por meses, sua indicação foi preterida por motivos de marketing.

Em seu lugar, entrou o ator Rodrigo Santoro. Esse foi um golpe duro para Thelma, que já estava fragilizada e tentando se recuperar.Já inveteradamente viciada em drogas, em agosto de 2003 ela foi internada em uma clínica de recuperação para dependentes químicos em Atibaia, interior de São Paulo, onde permaneceu até fevereiro de 2004. Após se recuperar, decidiu que não queria mais uma vida de agitação e flashes. Cortou os cabelos e foi para a mesa de cirurgia para retirar as próteses de silicone.

Decidiu se mudar com a família para o Jaçanã, bairro paulistano onde passou sua infância. Vivendo pacatamente, fazia planos para a nova vida, quando, repentinamente, na manhã de 9 de novembro de 2004, acordou com o lado esquerdo do corpo paralisado. Era uma neurotoxoplasmose, doença degenerativa que, com o tempo, paralisa órgãos do corpo.Foi internada durante um mês e voltou para casa, vindo a óbito por insuficiência pulmonar na véspera de Natal de 2004.
Em mar/90, já operada

Vida artística:
Teatro•Terezinha de Jesus, de Ronaldo Ciambroni•Filhas da Mãe•Mil e uma noites

Televisão•Jurada efetiva do quadro Eles & Elas do Clube do Bolinha (TV Bandeirantes)•Participações no Programa Hebe CamargoCinema•Dores de amor, de Pierre-Alain Meier e Matthias Kälin•Thelma, de Pierre-Alain Meier

Mída impressa•Revista Playboy•O Estado de São Paulo•Revista Transex•Revista Contigo!•Nova Cosmopolitan (editoriais)•Revista Inglesa WEOutros•Festival de Locarno, Suíça (avant-première do filme Thelma)•Campanhas publicitárias diversas para a mídia brasileira

Fonte: Wikipédia e GMagazine - Via: May Desenhos,HQ
Share:

LAYLA KEN ARRASANDO NO MAIS VOCÊ!

LAYLA KEN ARRASANDO NO MAIS VOCÊ!

Do: Ta Babado!!

A maior rede de televisão do Brasil, se rendeu de vez as drag queens. Após o sucesso da participação de Dicesar que virou Dimmy Kieer na última quinta-feira no BBB e segundo palavras do próprio Bial, encantou os telespectadores, o programa Mais Você , trouxe nesta sexta-feira 05 em seu último bloco a drag Queen Layla Ken, que é cover de Beyoncé.

Layla entrou ao vivo no programa, dublou a diva pop e ainda foi entrevistada por Ana Maria Braga.

Com certeza um gol de placa na luta contra o preconceito e uma prova de que 2010 será o ano das drag queens. Então meninas de todo o Brasil força na peruca e lutem por seu espaço.

Veja o vídeo

Share:

Concurso de Beleza de Crossdressers...

Concurso de Beleza de Crossdressers...

Do Femulete

http://3.bp.blogspot.com/_EE_8WZK1okE/S22WSFZzyfI/AAAAAAAAHG0/0FSlo1XFNWA/s320/KingOHearts_20100130_7045_t600.jpg
Realizou-se semana passada na Benjamin Russell High School, em Alexander City, AL. um concurso de beleza de crossdressers...
No link a seguir as fotos do evento...
AQUI
Share:

EUA: transexual consegue dedução fiscal por cirurgia de mudança de sexo

http://www.sptimes.com/2007/07/17/images/tb_sexchange_300.jpg
Rhiannon O'Donnabhain

EUA: transexual consegue dedução fiscal por cirurgia de mudança de sexo
Fonte: AFP

Uma transexual americana obteve o direito de deduzir de seus impostos uma parte dos gastos que teve com sua operação de mudança de sexo, anunciou nesta quarta-feira a associação que a representou na justiça - cuja esperança agora é que a decisão se torne jurisprudência nos Estados Unidos.

Rhiannon O'Donnabhain, uma transexual de 65 anos, entrou com um processo contra o fisco americano, depois que teve negado o pedido de deduzir de sua declaração de imposto de renda 5.000 dos 25.000 dólares que havia gasto na cirurgia de mudança de sexo, à qual se submeteu em 2001.

O'Donnabhain, natural de Boston (Massachusetts, nordeste), se baseou em um ponto do direito tributário americano, que permite aos contribuintes deduzir alguns gastos médicos que seu seguro não cobre.

http://www.massresistance.org/docs/gen/09a/rmv_trans/GLAD_trans_team0.jpg
Gay and Lesbian Advocates and Defenders Executive Director Lee Swislow (R) and Rhiannon O’Donnabhain (L), a man who is suing the IRS to be recognized as a woman, at GLAD's Transgender Rights Project Reception on October 22. (GLAD photo.)


No entanto, os agentes do fisco consideraram que a operação de O'Donnabhain não se encaixava nessa categoria, pois teria sido feita apenas em função de sua "vaidade".

Na terça-feira, o tribunal amdministrativo federal encarregado de questões fiscais decidiu que esta percepção é falsa, e que a transexual não poderia ter tido seu pedido negado.

"A demandante sofre problemas de identidade sexual, e estes problemas constituem uma séria e reconhecida patologia mental", explicaram os juízes em sua sentença.

Em consequência, escreveram, os gastos cirúrgicos e os tratamentos hormonais aos quais O'Donnabhain se submeteu são dedutíveis.

A Gay & Lesbian Advocates & Defenders (GLAD), organização de defesa dos homossexuais e transexuais, que representou O'Donnabhain, disse nesta quarta-feira que a decisão judicial é uma "vitória" para a comunidade homossexual.
Share:

Tropa não obedece militar homossexual, diz general no Senado

http://3.bp.blogspot.com/_WEN_9f_Rdv4/SmjYiro64oI/AAAAAAAAAHI/y8CXmkRJJk4/s400/militar_gay.JPG

Tropa não obedece militar homossexual, diz general no Senado
Raymundo Nonato de Cerqueira Filho foi indicado à Justiça Militar.
Para ele, homossexuais deveriam procurar 'outro ramo de atividade'.


Do G1, em Brasília

O general Raymundo Nonato de Cerqueira Filho, indicado para ocupar uma vaga de ministro do Superior Tribunal Militar (STM), disse nesta quarta-feira (3) que soldados não obedecem a comandantes homossexuais. Segundo Cerqueira Filho, as atividade desempenhadas pelas Forças Armadas não são adequadas a homossexuais. “Talvez tenha outro ramo de atividade que ele [o militar homossexual] possa desempenhar”, afirmou.

Cerqueira Filho disse que a Guerra do Vietnã mostrou que militares homossexuais não teriam condições de comandar tropas. “Tem sido provado mais de uma vez, o indivíduo não consegue comandar. O comando, principalmente em combate, tem uma série de atributos, e um deles é esse aí. O soldado, a tropa, fatalmente não vai obedecer. Está sendo provado, na Guerra do Vietnã, tem vários casos exemplificados, que a tropa não obedece normalmente indivíduos desse tipo”, declarou.


As declarações do general foram feitas durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça do Senado nesta terça. Cerqueira Filho e o almirante Álvaro Luiz Pinto, também indicado a uma vaga no STM, participavam da audiência quando foram questionados pelo senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e Eduardo Suplicy (PT-SP) sobre o tema. “Vossas excelências são favoráveis ao ingresso de homossexuais em qualquer das forças e acham que essa polêmica tem razão de ser?”, indagou Demóstenes. Suplicy quis saber se os dois militares defendiam a exclusão de homossexuais das Forças Armadas.

Em sua resposta, o general Cerqueira Filho disse que iria responder “de uma maneira sincera”. “Não é que eu seja contra o homossexual, cada um tem que viver sua vida. Entretanto, a vida militar se reveste de determinadas características que, em meu entender, tipos de atividades que, inclusive em combate, pode não se ajustar ao comportamento desse tipo de indivíduo”, afirmou.

Segundo o general, a maior parte dos exércitos do mundo não admite militares homossexuais. “O exército americano está discutindo ainda, mas os casos que ocorreram mesmo no exército americano foram praticamente rechaçados. Não é que o indivíduo seja criminoso, mas é o tipo de atividade. Se ele é assim, talvez tenha outro ramo de atividade que ele possa desempenhar”, afirmou, sem dizer que atividades seriam mais adequadas a homossexuais.

O almirante Luiz Pinto disse que não via problema, desde que o militar mantivesse "sua dignidade". “É uma situação muito polêmica, mas eu vou lembrar um fato que aconteceu alguns anos atrás, na França, não nas Forças Armadas, mas na Igreja, em que foi feita a mesma pergunta. O teólogo pensou, pensou, pensou e respondeu: ‘Não tenho nada contra, desde que ele faça uso do voto da castidade, que é um dogma da Igreja’. Eu acho que fazendo uma similaridade com as Forças Armadas, eu não tenho nada contra desde que ele [o militar homossexual] mantenha sua dignidade, a dignidade da farda, do cargo e do trabalho que executa. Se ele exercer sua dignidade, sem nenhum problema."

Foto: Agência Senado

O general Raymundo Nonato de Cerqueira Filho durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (Foto: Agência Senado)

Estados Unidos

A polêmica sobre homossexuais nas Forças Armadas não é exclusividade brasileira. Nos Estados Unidos, o tema está em discussão no governo. O secretário de Defesa do país, Robert Gates, disse nesta terça-feira diante do Senado que um grupo de trabalho vai estudar a possível anulação de uma lei de 1993 que proíbe o ingresso de homossexuais nas Forças Armadas do país.

O anúncio foi feito durante audiência no Comitê de Serviços Armados do Senado. O secretário afirmou que a revisão da lei vai considerar o impacto que teria a sua anulação.

O chefe do Estado Maior conjunto Michael Mullen disse à mesma comissão que apoia a suspensão, acrescentando que "isso é o que se deve fazer".

A legislação atual, conhecida como 'Don't ask, don't tell', proíbe que soldados gays e lésbicas assumam sua homossexualidade, bem como que eles sejam questionados sobre isso. É a primeira audiência sobre o tema no Congresso desde que a lei entrou em vigor.
Share:

Sissies

Do blog Macho Alpha.

Share:

-

BANNER 728X90

Video Recomendado

-

AD BANNER

Visualizações

About & Social

Sobre este blog

Aqui eu não sou homem ou mulher. Sou um adepto do crossdresing. Sou uma Crossdresser - CD ou CDzinha. Desde os 9 anos, adoro lingeries e roupas sexyes. Levo uma vida normal masculina e tenho uma vida clandestina feminina.

Me proponho aqui a falar um pouco de tudo, em especial das Crossdressers, dos transexuais, dos Travestis e da enorme comunidade
LGBT existente em todo o mundo. Um estilo de vida complicado e confuso (para alguns)... Este espaço também se presta para expor a minha indignação quanto ao ódio e preconceito em geral.

Observo que esse é um blog onde parte do que aqui posto pode ser considerado como orientado sexualmente para adultos, ou seja, material destinado a pessoas maiores de 18 anos. Se você não atingiu ainda 18 anos, ou se este tipo de material ofende você, ou ainda se você está acessando a internet de algum país ou local onde este tipo de material é proibido por lei, NÃO siga 'navegando'.

Sou um Crossdresser {homem>mulher} casada {com mulher - que nada sabe} e não sou um 'pedaço de carne'.

Para aqueles que eventualmente perguntam sobre o porque do termo 'Crossdresser GG', eu informo que lógico que o termo trata das minhas medidas. Ja que de fato visto 'GG'. Entretanto alcunhei que 'GG' de Grande e Gorda, afinal minhas medidas numéricas femininas para Blusas, camisetas e vestidos são tamanho: 50 e Calças, bermudas, shorts e saias são tamanho: 50.

Entre em contato comigo!

Nome

E-mail *

Mensagem *

busque no blog

Arquivo do blog

TROCA DE LINKS

Apoio ao Crossdresser
Universo Crossdress
Márcia Tirésias
Club Cross
Fórum Crossdressing Place
Jornalismo Trans - Neto Lucon
Kannel Art
Noite Rainha Cross
Diário de uma Crossdresser

Gospel LGBT
Dom Monteiro - Contos do Dom
La nueva chica del bairro
Ravens Ladies
Travestismo Heterosexual

CROSSDRESSER
Nathasha b'Fly
Veronica Mendes
Camilinha Lafert
Kamila Cross BH
Sophia Mel Cdzinha

DANYELA CROSSDRESSER
Duda CD
Bruninha Loira sapeka
Cross Gatas
Klesia cd
Renata Loren
Coroa CD
Suzan Crossdresser
Érika Diniz
CDZINHA EXIBICIONISTA
Aninha CDzinha
Camila Praz
CD VALDETTY
CD Paty
Cdzinha Moranguinho
Jaqueline CD
Paty Cdzinha

Contos Eróticos da Casa da Maitê
Elite Transex

Mais

Mais vistos na ultima semana

Tags

Postagens mais visitadas há um ano

Postagem em destaque

Renata Montezine arrasando como sempre

Renata Albuquerque Montezine é atualmente uma das mulheres trans, de maior sucesso no país. Já foi modelo plus size, sendo a primeira...

Pages