Header Ads

Festa gay agora na praia

Fotógrafo e produtor Rodrigo Bragaglia (E), com a drag Glam Birkheuer e seu assistente, no making of dos ensaios fotográficos de um calendário gay 2007 que fará com travestis e drags de Floripa, como Káthia Karão e suas cobras, Marluce May, Karla Camuracci e as conhecidas Selma Light e Kit Kitana.

Festa gay agora na praia

Do Diário Catarinense

Ela é aprimeira transexual reconhecida em SC, com passagens por novelas da Globo. Para a empresária Karla Camuracci, Carnaval é sinônimo de trabalho. Karla vai abrir o desfile do Gala Gay na Praia do Pântano do Sul, domingo à noite – e promete estar coberta de brilhos – junto com o organizador do evento, Fernando Ramos, que já está com o vestido de aproximadamente R$ 1 mil pronto para a noite de fantasias de luxo.

Fernando decidiu ressuscitar o Carnaval do Pântano depois que a prefeitura acabou com a tradicional festa no Roma, na Hercílio Luz. Recebeu o apoio da Associação dos Moradores do Pântano do Sul e de restaurantes e pousadas da orla. A expectativa é reunir até oito mil pessoas por noite na praia.

– O grande evento será domingo, com o desfile de fantasias de luxo Gala Gay. As praias do Sul já são reduto dos gays no Carnaval, e toda a comunidade lucra com isso. Por isso temos o apoio de restaurantes, pousadas e até da associação local.

Para o gaúcho Cacá Aguiar, gay assumido que viaja para Florianópolis no Carnaval há 16 anos, a festa apenas mudou de endereço. Ele sempre curtiu o Carnaval do Roma na Avenida Hercílio Luz, mas se hospedava no Pântano do Sul. Agora vai poder unir o útil ao agradável.

– O Centro já foi bom, mas a violência tomou conta. Agora vou ficar pela praia mesmo.

Outra novidade é o Pop Gay do Continente, que pretende revitalizar a festa fora da Ilha e movimentar o caixa das barracas exploradas por entidades comunitárias da região.

– A nossa expectativa é receber 40 mil pessoas, entre público local e turistas. É uma opção para o Pop Gay do Centro, que é só na segunda-feira, já que o público GLS perdeu o Carnaval do Roma. E agora são dois concursos, para quem gosta de participar – explica Silvio Sousa, coordenador geral do Carnaval do Continente.

O concurso vai premiar com R$ 1 mil, R$ 800 e R$ 500 os primeiros, segundos e terceiros lugares nas categorias Drag Queen, Beauty Queen e Garoto Molhado, com jurados sem vínculo com boates. O prêmio para melhor apresentação de Drag Queen é maior.

Já o tradicional Pop Gay do Centro chega a sua 17ª edição, e será realizado na Praça Tancredo Neves.

– Hoje, 30% do público que vem para Floripa no Carnaval é GLS. Muitos vem curtir o Pop Gay, que deve reunir 60 mil pessoas – estima o organizador do evento, Tiago Silva.

Nenhum comentário