Header Ads

Katylene, personagem travesti da internet, vai ganhar programa na MTV

Mais uma “mulher” vem por aí para se juntar ao time de apresentadoras de programas de celebridades. Mas Katylene Beezmarcky tem, digamos, algo a mais: é um travesti, e de animação. A personagem, criada pelo blogueiro e DJ paulista Daniel Carvalho, é sucesso na internet há 3 anos e vira atração da MTV em agosto.

Reprodução


Personagem travesti ganhará programa na MTV
Divulgação

O programa, bem no estilo do “TV fama” segundo Daniel, ainda não tem nome. E, no momento, a MTV está fazendo testes para definir o ator que vai dublar a voz do travesti. Mas Daniel adianta alguns detalhes:

— Vamos reproduzir o jeito diferente de falar da Katylene (veja no quadro um glossário que explica gírias e ortografias usadas pela personagem), e vai ter neon no cenário.

Divulgação

Daniel Carvalho, blogueiro criador da Katylene

A ideia surgiu em 2007. Daniel e amigos criaram o blog “Papel pobre”, e escreviam textos alfinetando famosos com a assinatura de Angela Bismarchi, uma nada sutil homenagem à modelo de mesmo nome. O estilo dos textos ganhou repercussão nos jornais.

— A gente não queria aparecer na imprensa, por isso criamos uma personagem — conta Daniel, explicando que mais tarde substituiu Angela Bismarchi por Katylene Beezmarcky.

Quem é Katylene?

Katylene é nascida e criada em Xerém. Mesmo sendo do sexo masculino, considera-se uma mulher completa. “Sou uma dona de casa aplicada, artista ímpar e amante insaciável”, diz, no texto de apresentação do blog.

— Katylene é o exagero em pessoa. Ela ama demais, odeia demais — diverte-se Daniel.

Mas mesmo estando prestes a se tornar famosa na TV, Katylene não nega suas raízes: a internet.

— A ideia é integrar tudo. Vamos colocar o programa da MTV no blog (katylene.mtv.uol.com.br). E as atualizações diárias do site continuam — afirma o blogueiro.

Para entender a Katylene

  • “Aloka” vem de “a louca” e é usado sempre que alguém toma uma atitude impulsiva.
  • Quase sempre a letra “i” é substituída por “ee”, e “ch” e “x” por “sh”.
  • “Internet” vira “internétchy”, e “moda” se $em “muóda”. “Para as amigas”, então, torna-se “prazamyga”.
  • Um homem bonito é chamado de “bophe”.
  • “Creyço” é a palavra para nomear pessoas feias.
  • “Bapho” significa um fato curioso.
Siga o Sessão Extra no Twitter: http://twitter.com/sessaoextra.

Do Extra

Nenhum comentário