Header Ads

Manifesto para tirar transexualidade dos manuais de doenças

Sete associações e movimentos feministas e LGBT (de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) manifestam-se amanhã, sábado, às 18 horas, no Chiado, em Lisboa, a favor da despatologização da transexualidade, no âmbito da campanha internacional Stop Trans Patologização - 2012.

A Panteras Rosa, UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta, Não Te Prives, Opus Gay, PolyPortugal, Grupo Português de Activistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA (GAT) e o Portugal Gay, querem que a transexualidade seja retirada dos manuais de doenças mentais e que o acompanhamento psicoterapêutico, obrigatório na fase inicial do processo de transição, passe a ser uma opção voluntária.


O ator pornô Buck Angel antes e após a transformação

O objectivo desta campanha internacional é evitar que o 'Manual de diagnóstico e estatística dos distúrbios mentais', da Associação Americana de Psiquiatria, cujo lançamento ocorrerá em 2013, e a 'Classificação Internacional de Doenças', da Organização Mundial de Saúde, a sair em 2014, integrem nos seus indices o transgenderismo. Refira-se que a França foi o primeiro país no mundo a tirar a transexualidade deste tipo de catálogos.


Raphaelle La Reine, Miss Trans 2009. Coordenadora do Núcleo de transexuais do GDN (Grupo de Diversidade de Niterói)

Em Portugal, só há três semanas é que o Parlamento votou duas propostas, uma do Governo e outra do Bloco de Esquerda, para a criação de uma Lei da Identidade de Género, que facilitará a mudança do sexo e do nome no Registo Civil. Porém, a questão da despatologização não foi considerada em ambos os diplomas.

Até 1995, nenhum médico do Serviço Nacional de Saúde poderia realizar um processo de mudança de sexo porque a Ordem dos Médicos se opunha ao procedimento. Neste momento, qualquer transexual feminina ou masculino, antes da iniciar a fase da toma de hormonas ou rumar à fase cirúrgica, necessita, obrigatoriamente, de passar por consultas de acompanhamento psicoterapêutico. Segundo as equipas técnicas que acompanham esta população, a psicoterapia é uma forma de despistar falso transgenderismo.

Nenhum comentário