Header Ads

Se é assim que me queres...



Naõ quero pedaços de ti,
migalhas de amor esparramadas
pelo frio da terra úmida.

Ou vens toda, cabeça, tronco e membro,
cabelos esvoaçantes ao vento. Ou fiques
onde está, perdida no centro de nada.

Em mim não há lugar para meios e metades,
não sinto meia dor, meia saudade, meia paixão.

Que venhas nua e bela, pronta para a entrega,
mas venha inteira, para dissolver em meus braços
o desejo sufocante que atormenta a alma e adormece
a razão. Seremos infinitos, nós dois, e não haverá
mais mundo, não haverá mais tempo. Seremos, nós, todo
o sentimento do mundo.

Do Interogações - Via Ligeirinho

2 comentários

Zatonio disse...

Katia, acordei com 2 surpresas agradáveis: a primeira de der que a centésima seguidora do blog é uma linda mulher; a outra de ver meu poema aqui. Obrigado! Beijo!

Katia Steelman Walker disse...

Zatonio, Obrigada pela honra do comentario no meu blog. E quero lhe dizer que seu poema me tocou profundamente. Muito obrigada mesmo! Seu blog é realmente uma obra de arte!
Kátia