Header Ads

Travesti é barrado por mesário e promotor e não vota no Piauí


O estudante Pena Forte Neto, 18 anos, também conhecido pelo nome de Penélope Reis, foi barrado na 62ª seção eleitoral, da 95ª zona eleitoral, porque não conferia a pessoa, que é travesti, com a foto apresentada no documento. Pena Forte Neto foi vestido de mulher para a seção eleitoral. O presidente da seção consultou o promotor eleitoral e ambos não permitiram a votação de Pena Forte Neto.

A mãe de Pena Forte Neto, Grécia Siqueira, se dirigiu à Delegacia Policial para fazer o registro de um Boletim de Ocorrência e futuramente ingressar com uma ação judicial por danos morais contra o mesário da seção eleitoral e o promotor Claudio Bastos, por discriminação.

"Todo mundo em São Raimundo Nonato conhece o Peninha. Ele é o único travesti da cidade. O mesário foi um preconceituoso em barrar meu filho", reclamou Grécia Siqueira na delegacia de São Raimundo Nonato. Ela disse que seu filho apresentou os documentos de identidade e o titulo eleitoral, mas a votação foi impedida pelo mesário, porque ele estava vestido e maquiado como mulher. "Considerei isso uma humilhação e não vai ficar assim", acrescentou Grécia Siqueira.

O município de São Raimundo Nonato fica a 517 quilômetros ao sul de Teresina e tem uma população de 30.894 habitantes, sendo que 19.145 são eleitores.


Do Paraná Online

Nenhum comentário