Header Ads

Homofobia motivou crime de militares no Parque Garota de Ipanema

O delegado Fenando Veloso, titular da 14a DP (Leblon) informou na tarde desta quinta-feira que está esclarecido o caso do rapaz baleado no último domingo no Parque Garota de Ipanema, depois de participar da Passeata Gay. Ele confirmou que o autor do tiro é soldado do Exército, lotado no Forte de Copacabana e que estava realmente de serviço no dia do crime, juntamente com dois outros soldados. Os três confessaram que participaram do crime. Veloso garantiu que a motivação foi homofobia.



Fernando Veloso chegou ao autor do disparo através de perícia nas armas apreendidas com os militares que estavam de plantão naquele dia. O autor , em sua defesa, disse que o tiro foi acidental. Ele vai responder por tentativa de homicídio e também por crime militar.

Do O Globo

Nenhum comentário