Header Ads

Petição pede fim de campos de reeducação para jovens afeminados na Malásia

Na Malásia, foi denunciado que 66 adolescentes eram mantidos em um campo de reeducação pelas autoridades de Educação do estado de Terengganu, no noroeste do país, por serem afeminados. O objetivo do local que causou revolta na comunidade de Direitos Humanos internacional é fazer com que os jovens não se "tornem" homossexuais. Com maioria da população muçulmana, a homossexualidade é tabu no país. O sexo gay é crime segundo o código penal local e pode render até 20 anos de detenção.

Um grupo na internet está promovendo uma petição para que os chamados campos de reeducação sejam considerados ilegais e extintos da Malásia. Estes tratamentos de reversão, como são chamados, são programas aplicados em todo o mundo, principalmente por igrejas evangélicas. Desde 1990, a Organização Mundial de Saúde não reconhece a homossexualidade como doença e associações de psicologia e psiquiatria de todo o mundo não podem oferecer tratamento ou cura para algo que não é uma enfermidade.

Assine a petição no link:
All Out

Do Stop Homofobia

Nenhum comentário