Header Ads

Travesti é assassinado por cliente na zona oeste da capital paulista

Uma discussão em razão de um troco no valor de R$ 10 terminou, por volta das 20h30 de quinta-feira, com a morte de Alison Pereira Cabral dos Anjos, ou Camile Close, como era conhecida a travesti, de 23 anos, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo.

Camile foi morta a tiros, segundo uma testemunha, pelo cliente, um motociclista, com o qual havia acabado de realizar um programa, no valor de R$ 40,00, dentro de um trailer. Ao deixar Camile na rua Doutor Edgard Teotônio Santana, no Parque Industrial Tomás Edson, região da Barra Funda, o cliente entregou R$ 50,00.


Como não tinha troco, a vítima, que já havia pego a nota, disse que não tinha como devolver a diferença. O rapaz, que estava numa moto vermelha, cuja placa foi anotada pela testemunha, foi embora em meio à discussão, mas voltou armado e disparou pelo menos sete vezes contra Alison, que morreu no local.

A polícia espera, com a descrição do suspeito e os dados da moto, chegar ao assassino e esclarecer o crime, que foi registrado no 23º Distrito Policial, de Perdizes, e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Do Estadão

Videos:


Travesti é assassinado por cliente na zona oeste da capital paulista


Sexta-feira, 27/05/2011

O motivo do crime foi uma discussão por causa de R$10. Segundo uma testemunha, foram disparados mais de cinco tiros. A polícia está tentando identificar o assassino.


Nenhum comentário