Header Ads

Escrivã Evangélica pede demissão para não assinar casamento gay




Eu penso que todo evangélico deveria fazer a mesma coisa! Juízes deveriam seguir o exemplo cristão dessa moça e, por conta do preconceito, sumirem dos cargos públicos. Assim, tanta gente iria ficar aliviada, sem ter que ver a "cara anal" desse povinho, reprovando, em nome de suas convicções íntima, àquilo que a lei estabelece para todos!

A escrivã Laura Fotusky, que vive no estado de Nova York, pediu demissão para não ser obrigada a assinar casamentos homossexuais.

Evangélica, a moça disse que não deseja ferir sua crença religiosa.

Não posso colocar minha assinatura em algo que é contra Deus”, disse na carta de desligamento.

O governador do estado, Andrew Cuomo, foi incrível na resposta dada à imprensa sobre o caso. “Se você está dizendo que vai agir de acordo com suas convicções religiosas e não de acordo com a lei do Estado, então você não pode trabalhar num cargo em que você tem a obrigação de impor a obediência à lei, certo?

Do Gospel LGBT

Nenhum comentário