Header Ads

Opinião: Ta foda ser gay...

Nunca foi muito fácil ser gay no Brasil. Mas os dias atuais estão piores. Talvez seja exagerado falar em onda homofóbica. Mas também não dá para dizer que sempre foi assim. O número de crimes, agressões e mortes estão aumentando. Principalmente em São Paulo, onde são notificados 1 a cada 5 crimes homofóbicos no Brasil (segundo o Governo Federal). Até Florianópolis, orgulhosa de seu espírito gay friendly, foi palco de um assassinato na madrugada de segunda-feira. Um homem de 61 anos morreu a pedradas. Os destalhes mostram a motivação de ódio: seis agressores cercaram o homem quando ele saia de uma festa. Na praça que fica ao lado do clube onde estava o idoso, o grupo o derrubou e passou a dar pedradas em sua cabeça. A tortura durou cinco minutos e, mesmo depois de ficar inconsciente, os agressores não pararam. Só correram quando perceberam que o cara tinha morrido.

http://1.bp.blogspot.com/-PV9gs0htcHQ/TcN2OBIxmmI/AAAAAAAAAL8/QbkI1WqVEgk/s1600/gay.jpg

É claro que arte desta reação se deve à aprovação da união estável pelo Supremo. Mas não é só: existe uma imagem criada por políticos e alguns pastores evangélicos que ser homofóbico é sinônimo de "defender a família" e ainda há a covarde defesa de que agredir gays verbalmente trata-se de "liberdade de opinião". Combustível fácil para pequenos bandos de psicopatas que só precisam de uma desculpa para ir à rua descontar seu ódio. Não estou dizendo que a culpa desses assassinatos seja dos bolsonaros, apolinários e malafaias da vida. Mas que eles têm parte nisso, ah, isso eles têm.

Do Mix Brasil

Nenhum comentário