Header Ads

Após queda de proibição, militar gay se casa nos EUA

O tenente da marinha americana Gary Ross se tornou na madrugada desta terça-feira o primeiro militar abertamente gay a se casar, aproveitando a queda de uma prática do exército americano que proibia os homossexuais em serviço a exporem sua opção sexual, informa a agência AP.

Vestindo seu uniforme, Ross, 33 anos, se casou com o civil Dan Swezy, 49 anos, à meia-noite desta terça-feira - assim que o veto deixou de valer -, no Estado de Vermont, um dos seis Estados americanos que permitem o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Os dois eram parceiros há 11 anos.

Esta terça-feira marca o fim da política militar conhecida como "don't ask, don't tell" (não pergunte, não diga, na tradução do inglês), que impedia os gays em serviço de assumirem abertamente a opção sexual, e os oficiais de a questionarem. A prática valia desde 1993 e foi derrubada após um decreto assinado pelo presidente Barack Obama em dezembro passado.

Segundo a AP, o Pentágono afirmou que 97% dos militares já passaram por treinamento para se adaptar à nova regulamentação e que desde a segunda-feira já estava aceitando o alistamento de pessoas abertamente homossexuais, embora tenha dito que só iria avaliá-las a partir desta terça.

Do: Terra - Via Paraibaonline

Nenhum comentário