Header Ads

Identidade de gênero

Pelas classificações internacionais, o DSM.IV (Diagnóstico e estatística da Associação Norte-Americana de Psiquiatria, que ocupa o número F.64.X "Transtorno da Identidade de Gênero", o fato de preferir transexualidade ,pois a insistência de uma pessoa com Transtorno da Identidade de Gênero quanto a ser do sexo oposto não é considerada um delírio, porque significa, invariavelmente, que a pessoa se sente como um membro do outro sexo.

Transexualidade é a condição considerada como um tipo de transtorno de identidade de gênero, mas pode ser considerada apenas um extremo do espectro de transtorno de identidade de gênero. Refere-se à condição do indivíduo que possui uma identidade de gênero diferente a designado no nascimento, tendo o desejo de viver e ser aceito como sendo do sexo oposto.

É proibido generalizar. Há transexuais integrados no mercado de trabalho convencional. Mas a discriminação, empurra muitos para a animação de bares e discotecas GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros) ou para a prostituição. E esse caminho é espinhoso: "Os trabalhadores do sexo são muito marginalizados, mais ainda se tiverem problemas de identidade de gênero". alega Jó.

Usualmente o homens e a mulheres transexuais apresentam uma sensação de desconforto ou impropriedade de seu próprio sexo anatômico, desejam fazer uma transição de seu sexo de nascimento para o sexo oposto com alguma ajuda médica terapia de reatribuição de gênero para seu corpo. A explicação estereotipada é de "uma mulher presa em um corpo masculino" ou vice-versa, ainda que muitos membros da comunidade transexual, assim como pessoas de fora da comunidade, rejeitem esta formulação.

Uma mulher transexual ou trans é uma pessoa que foi designada fisica e culturalmente como homem quando do nascimento mas que percebe a si, e espera que as pessoas a identifiquem como uma mulher.

Algumas mulheres trans podem optar por realizar uma Cirurgia de redesignação sexual; outras podem não fazê-lo por não possuirem condições para tanto; outras ainda podem não desejar fazê-lo. Isso porque partem do princípio de que mulher é acima de tudo uma condição social e não física.

Apenas nossa sociedade contemporânea que delimita as identidades masculina ou feminina à constituição biológica, o que não é a forma como as mulheres trans percebem a si mesmas.

Do Gurupionline Por: Jordana Borges - Fonto ilustrativa de Keith Caputo, vocalista da lendária banda de metal alternativo nova-iorquina Life Of Agony que confessou estar se tornando um transexual.

Nenhum comentário