Header Ads

Alto, mas real: homens de salto alto


Em uma noite de verão recente no Mr. Black, evento de dança realizado todas as terças-feiras no Bardot, Sean Wagner se destacava na multidão. Wagner, de 23 anos, é alto mesmo de meias (1,88 m), mas naquela noite ele teve uma ajuda extra.

Para chegar ao tamanho que estava, ele usou um par de botas de cano baixo e salto stiletto verde neon com cadarço adquiridos na The Ladies Studio Exotic Shoes na Hollywood Boulevard.

Ele brincou dizendo que eram seus sapatos de caminhada habituais.

Wagner estava trajando roupas masculinas: uma blusa preta folgada com uma calça preta cônica. Ele estava com a barba bem aparada e um par de óculos de armação preta apoiado no nariz.

''Eu nunca saio de casa com menos de 20 centímetros nos meus pés’', disse ele alegremente. ''Ajuda a se destacar na multidão’'.

Wagner não era o único homem de salto alto (mas sem roupas femininas) daquela noite. No Mr. Black, o promotor de festas Lucas Nero fez uma estimativa de que dez homens ou mais circulavam na pista de dança com um par de saltos. ''Fui a uma festa em um loft ontem e havia um cara de bermuda normal, blusa normal e sapatos de salto alto vermelhos. É isso!'', disse. ''Todo mundo ficou assim: 'Ai meu Deus, adorei esses sapatos!''

De certa forma, Wagner e seus sapatos stiletto estão repetindo a história.

Até Napoleão proibi-los, os saltos altos eram considerados um sinal de nobreza na França durante o século 18 e eram favorecidos por homens e mulheres. Muito antes de Louboutin, Louis 16 usou saltos de 13 centímetros vermelhos retratando cenas de batalha durante a guerra.

Em 2009, o cabeleireiro Derek J, de Atlanta, ficou famoso depois de aparecer em 'The Real Housewives of Atlanta’ usando sapatos femininos com jeans e suéter, no mesmo ano em que o estilista Rad Hourani levou modelos masculinos para a passarela com salto alto que lembravam os usados por Prince e roqueiros estilosos dos anos 1970, como David Bowie e David Johansen, do New York Dolls.

No Mr. Black, dois grandes amigos, Coy Barton, 24 anos, e Mark Cramer, 25 anos, que saem juntos como a dupla Coma, estavam vestidos iguais, com camisas brancas de botão, calças escuras cinzas com pregas no tornozelo e botas de couro com cano baixo com abertura frontal para os dedos dos pés, que exibiam suas unhas pintadas de preto.

''Estou usando Steve Madden, ele está usando Chinese Laundry’', disse Barton sobre seus sapatos. ''Custaram US$ 115. Os meus custaram uns US$ 170’'.

Caros, sim, mas nada comparado com o preço dos sapatos com cunhas de madeira de Balenciaga, da Gregory Alexander, de 15 centímetros: US$ 2.000. Eles foram abrigados com segurança em seu armário. Naquela noite, Alexander, 26 anos, e um host do Mr. Black, combinaram botas stiletto de cano baixo e plataforma do modelo Imperiale, da Yves Saint Laurent, (preço original: US$ 1.395), com uma jaqueta de couro de motociclista, jeans preto justo, camisa branca e gravata fina preta. ''Eles valem cada centavo’', disse Alexander, referindo-se aos da YSL. ''Eles são um presente do Dia dos Namorados para mim mesmo. Eu pedi para gravar um cartão para mim, também’'. Alexander, que administra uma festa popular chamada A Club Called Rhonda, disse que possui cerca de 30 pares de sapatos de salto femininos. Ele calça o tamanho 41 feminino e seus pés raramente cabem em sapatos de outros estilistas.

Wagner, por sua vez, disse que muitas vezes paga pela confecção de saltos sob medida para seus pés grandes.

''Adoro altura’', disse ele. ''Ajuda quando você está em um clube. Já comprei Louis Vuitton. Já comprei Gucci. Mas a maioria dos designers não vai tão alto para mim. Descobri uma empresa no Arizona que fará saltos de 38 centímetros para mim por US$ 3.000’'.

Jeff Paice, estilista de roupas no Mr. Black, que estava vestido com uma camisa preta de botões e calça preta com um par de sandálias, disse que estava entediado com as escolhas habituais. ''Não há nada para os homens’', disse ele.

Barton concordou: ''Eu literalmente olha para as mulheres e vejo que elas têm muitas opções. Têm vestidos de alça, saias, vestidos, calças, bermudas.

Homens têm calças e bermudas. Ou ternos e camisas’'.

Nenhum homem entrevistado se considerava crossdresser. ''Eu sempre deixei bem claro que sou homem e eu não estou tentando retratar uma ilusão para ninguém’', disse Wagner. Embora alguns possam considerar isso uma forma de crossdressing, ele acrescentou: ''Até onde sabemos, isso dá apenas uma forma de incrementar o visual para a balada. É o que todos querem’'.

''Queria que a sociedade fosse mais receptiva com homens que usam salto’', disse Paice. ''Eu acho que é divertido. Acho irreverente’'.

Alexander citou razões para usar saltos altos que muitas mulheres sabem desde que foram inventados: ''É uma coisa de poder. Você fica maior do que todo mundo. Você se destaca. Você anda de maneira diferente. Suas pernas ficam melhores’'.

Ele acrescenta: ''Eu nunca os tiro. Eu até dirijo com eles – fazem parte de mim’'.

No verão passado, ele quebrou o tornozelo tentando pular uma cerca para entrar em uma festa quando usava salto. ''Eu usei gesso por quatro meses’', disse ele. ''Eles me disseram que eu não iria usar saltos de novo, obviamente’'.

''Mas não sei’', acrescentou Alexander, admirando seus sapatos YSL. ''Estou de volta’'.

Do MSN/The New York Times

Nenhum comentário