Header Ads

Polícia prende empresário e travestis acusados de exploração sexual de adolescente

A polícia prendeu na madrugada de hoje dois travestis e um empresário acusados de explorar sexualmente um travesti de 16 anos. O grupo foi detido num motel localizado em Capim Macio, após uma briga dentro da suíte onde estavam o contratante, a travesti Kelly (Adalto Silva da Cruz), Paola ( João Maria Ribeiro) e a adolescente. A confusão teria iniciado após a negativa do empresário do ramo de informática, Fábio Luiz Hamis, em pagar os R$ 100 combinados a Kelly e os R$ 20 ao menor. Paola foi chamada pelas amigas após as supostas agressões de Hamis. O jovem acusa as três de tentarem extorquir dele R$ 4 mil para não denuncía-lo por manter relação sexual com o rapaz de 16.Polícia prende empresário e travestis acusados de exploração sexual de adolescente

Os funcionários do motel ouviram a briga e comunicaram a polícia do que estava ocorrendo. Os policiais ao chegarem ao local, detiveram todos em flagrante e os conduziram a delegacia de Plantão da zona Norte, onde o menor foi liberado e os outros tiveram o depoimento recolhido e devem permanecer a disposição da Justiça. "O problema é que ele não cumpriu o combinado e só me pagou R$ 50. E a gente não tinha como saber a idade dela, nunca vi a carteira de identidade", se defendeu Kelly. O empresário afirmou não saber que se tratava de um menor e disse ter ouvido dela que tinha 23 anos.

O delegado de plantão, Pedro Paulo Falcão, informou que "Kelly" , "Paola" e Fábio seriam indiciadas por exploração sexual de menor, estando eles sujeito a pena de multa ou detenção de quatro a dez anos. As travestis adultas também devem ser enquadradas no crime de extorsão e o adolescente em infração análoga ao mesmo crime.

Do Tribuna do Norte

Nenhum comentário