Header Ads

Rapaz de 14 matou colega porque era gay

Um jovem foi condenado a 21 anos de prisão por ter morto com tiros na cabeça um colega de turma gay durante uma aula de informática há quatro anos.

Brandon McInerney tinha acabado de completar 14 anos quando matou a tiro o colega de turma, em frente aos restantes colegas, que ficaram em estado de choque, noticia a Associated Press.

Os procuradores disseram que este se tratou de um crime de ódio homofóbico, incluindo raiva, uma vez que o jovem Larry King usava roupas femininas.

Os advogados de defesa disseram que Brandon chegou a um ponto de ruptura emocional e que atirou quando ouviu Larry dizer que queria mudar o nome para Latisha.

O jovem declarou-se culpado pelo homicídio voluntário e uso ilegal de arma de fogo, foi julgado como adulto e condenado a 21 anos de prisão por homicídio em primeiro grau.

O adolescente, de 17 anos, não falou na sala de audiências, mas o seu advogado disse que o jovem está arrependido por ter morto o colega de 15 anos.

«Ele está profundamente arrependido e repetiu várias vezes que se pudesse voltar atrás, voltava rapidamente», disse o advogado.

Do IOL

Nenhum comentário