Header Ads

Travestis e transexuais querem mais respeito da sociedade e da comunidade homossexual

Cansadas de apanhar nas ruas e de serem discriminadas até por outros homossexuais, travestis e transexuais participaram na noite dessa quinta-feira, 08 de dezembro, no prédio da Secretaria da Justiça em São Paulo, do lançamento da campanha Travesti Respeito: Olhe e veja além do Preconceito.

“Quando entenderem que somos seres humanos, independentemente de qual seja nossa orientação sexual, o preconceito irá diminuir”, disse Brunna Valin, transexual que cedeu sua imagem para ilustrar a campanha.

Iniciativa do Programa Estadual DST/Aids de São Paulo, em parceira com a Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual, da Secretaria de Justiça do Estado, a campanha contará com três versões de cartazes e dois tipos de folhetos que ressaltam aos profissionais da saúde e aos demais servidores públicos do Estado a importância do acolhimento e atendimento humanizado.

“Isso ainda é um grão de areia neste mar de desigualdade, mas temos que dar o primeiro passo para começar a caminhada na luta pelo respeito à diversidade sexual”, afirma a coordenadora estadual de DST/Aids, Maria Clara Gianna.

A gestora disse ter ficado feliz com o resultado do trabalho de comunicação elaborado em parceria com a Universidade Metodista do Estado de São Paulo. “Saio daqui com a missão de distribuir o material em todos os serviços de saúde do Estado”.

A responsável pela Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual, Eloisa Alves, ressaltou a importância da campanha dentro do movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros). “Não dá para entender um gay desrespeitando uma transexual ou uma lésbica desrespeitando uma travesti”, disse.
A campanha terá ainda um webbanner para divulgação em páginas na internet.

Talita Martins

Dicas de entrevista
Programa Estadual de DST Aids de São Paulo
Assessoria de Imprensa
Tel.: (011) 5087-9835




Do Ag. Not. AIDS

Nenhum comentário