Header Ads

Fabíola Fontinelle: "Quero ver criadores, não copiadores"

Sentada em um banquinho do Píer Mauá na tarde abafada desta terça-feira (10) no Rio de Janeiro, Fabíola Fontinelle descansava enquanto esperava o início do desfile de Alexandre Herchcovitch, da qual era convidada. "Trabalho com figurinos e venho em todas as edições. Espero ver nessa temporada muitas coisas novas, porque ultimamente a moda brasileira está uma cópia do que a Europa apresentou na temporada passada. Quero ver criadores e não copiadores", provocou a transexual.

Com look caprichado, Fabíola contou que não costuma usar sombras para maquiar os olhos, justamente por causa do calor que faz no Rio de Janeiro. "Prefiro usar lápis à prova d'água que não derrete de jeito nenhum. Passo as cores e esfumo", explicou.

O penteado retrô foi feito por um amigo e ela entregou: "tem duas perucas aqui. Uma na franja e outra no coque. Meu cabelo natural é chanel e eu ainda pintei hoje para ficar mais natural, na cor da peruca. Sofri horrores para criar esse look. Estava vindo pra cá com uma dor de cabeça lascada porque tinha um grampo repuxando no meu couro cabeludo. Foi horrível", afirmou.

Semana de moda carioca
O Fashion Rio, um dos maiores eventos de moda do País, está em sua 20ª edição e acontece entre 10 e 14 de janeiro, no Píer Mauá, no Rio de Janeiro. Já a 19ª edição da bolsa de negócios de moda Fashion Business, a maior da América Latina, vai até 13 de janeiro, no Jockey Club Brasileiro, também na capital carioca. No total, são 49 desfiles que tomam as passarelas do Rio de Janeiro em seis dias, incluindo as apresentações dos novos talentos, que acontecem no Rio Moda Hype, nos dias 10 e 11 de janeiro.

Do Terra

Nenhum comentário