Header Ads

Político "anti-gay" doava esperma a lésbicas

O ex-candidato republicano para governador do Alabama, nos Estados Unidos da América, em 2009, conhecido por ser um fervoroso cristão anti homossexuais afinal tinha uma "vida dupla secreta". Ou mais do que isso: Bill Johnson, de 52 anos, doou esperma a lésbicas. E até publicitava os seus préstimos e a qualidade do sémen na Internet, quando esteve na Nova Zelândia, no Verão.

Bill Johnson, Alabama Seed Supplier, 'Better Than Burpee',
Say New Zealand Lesbian Gardeners

O político norte-americano, que é casado, está agora sob investigação das autoridades neozelandesas e norte-americanas, já que não é aconselhável que mais do que quatro mulheres recebam esperma do mesmo homem, de modo a evitar eventuais problemas incestuosos entre irmãos desconhecidos.

O caso começou por ser revelado pelo "New Zealand Herald", dando início a uma onda de choque no estado de Alabama, onde Johnson tem um cargo de dirigente estatal.

De acordo com aquele jornal, o político conservador rumou sozinho a Christchurch, Nova Zelândia, em Julho, como voluntário, após o sismo que destruiu grande parte da cidade. Ali, através da Internet, disponibilizava-se a entregar pessoalmente o seu esperma.

Resultados: três das mulheres estão neste momento grávidas. Há outras três que no último mês ainda desconheciam o resultado das inseminações que tinha feito. Contudo, estão já identificadas nove casos, alguns deles de casais de lésbicas.

Confrontado com a sua vida dupla, o político alegou que a mulher, Kathy, não pode ter filhos. "Reprodução e ter filhos é algo tão básico como a necessidade do ser humano em comer", disse ao New Zealand Herald, a quem processou por ter revelado a história, acrescentando ainda que doar o esperma era "algo imprescindível".

Do JN


Nenhum comentário