Header Ads

Laerte: ''Me sinto muito intenso dentro da transgenerealidade''

Laerte Coutinho, 60, falou sobre o crossdressing (vestir-se como o sexo oposto) e bissexualidade no programa De Frente com Gabi, de Marília Gabriela, que irá ao ar no próximo domingo (12), no SBT. O cartunista, que completa 40 anos de carreira, comentou recente polêmica que o envolveu em restaurante de São Paulo e disse que se sente “intenso” dentro da “transgenerealidade”.

“Me sinto muito intenso dentro da transgenerealidade e sinto que não é uma coisa fugaz, não é uma moda”, afirmou Laerte no De Frente com Gabi. “Neste momento não estou usando peças masculinas, só tenho algumas camisetas básicas.”

O cartunista contou ainda que sua família aceitou muito bem sua opção sexual. “Meus filhos já sabiam [sobre bissexualidade] e minha namorada também. Eu continuo com ela”, revelou Laerte. “Eu liguei para os meus pais e disse que ia sair uma matéria dizendo que eu me visto de mulher, e que era verdade.”

Recentemente, Laerte Coutinho foi proibido de usar o banheiro feminino de uma pizzaria de São Paulo e até entrou na Justiça para ter esse direito, baseado na a lei estadual 10.948/2001, sobre discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero. “Essa recusa de não compreender a identidade de gênero me deixa muito irritado”, falou o cartunista sobre o incidente em São Paulo. “No Brasil as pessoas curtem muito o travesti, é um fato: travesti sempre foi muito procurado e muito demonizado. As travestis são vistas como um resquício do Carnaval.”

Da Contigo


2 comentários

Me encontrando disse...

Muito legal esse post sobre o Laerte!!

Parabénsss!!

BEIJO GRANDE

Katia Steelman Walker disse...

Agradeço pelo comentário...