Header Ads

Travesti Evelyn foi espancada por cliente em Bauru SP

Uma travesti foi encontrada espancada e jogada em um matagal na manhã desta sexta-feira (10), em Bauru, a 350 km de São Paulo. Segundo a Associação Bauru pela Diversidade (ABD), a travesti de apelido Evelyn foi encontrada às 11h da manhã em um matagal próximo ao motel Eros, com fortes sinais de agressão. Ela está passando por exames no Pronto Socorro Central e apresenta fratura em uma das pernas, hematomas pelo corpo, ferimentos à faca no pescoço e teve o aplique do cabelo arrancado.

Evelyn estava desaparecida desde a madrugada desta quinta-feira (9). Ela teria entrado no carro de um homem às 3h, próximo ao supermercado Confiança, na avenida Nações Unidas. Colegas da vítima afirmam que o motorista do carro estava visivelmente alterado.

VEJA VÍDEO DA TRAVESTI ENCONTRADA ESPANCADA (AVISO: CENAS FORTES)

Desde então Evelyn foi dada como desaparecida e um boletim de ocorrência foi registrado no plantão policial. A Associção Bauru pela Diversidade iniciou ontem uma campanha nas redes sociais para tentar obter infomações de Evelyn. Foram distribuídas, inclusive, fotos dela.

Na manhã desta sexta-feira um motoqueiro estava passando pelo local e encontrou Evelyn. Ele informou a mãe da vítima e um dos membros da ABD, que compareceu ao local e chamou uma ambulância. Além dos ferimentos, ela encontrava-se debilitada, passou mais de 30 horas em céu aberto sem poder se mexer ou se comunicar. Ela teria, inclusive, ingerido grama para poder se hidratar.

Apesar dos ferimentos, Evelyn não corre risco de morte.

Homofobia
O presidente da ABD, Marquinhos Souza, afirma ter certeza de que o crime teve motivação homofóbica. Ele diz que a ação do criminoso pode ter sido filmada por câmeras de segurança próxima ao local. “Queremos uma atitude enérgica da Policia Civil e Militar para encontrar o suspeito”, diz ele.

Atolamento
Após espancar Evelyn, o criminoso teria atolado o carro próximo ao local. Para conseguir sair, chamou um guincho. “Estamos em contato com essa empresa para identificar o veículo. Acredito que saberemos o nome do sujeito em breve”, afirma Marquinhos.

Do Diário de SP

Nenhum comentário