Header Ads

Mais uma travesti assassinada em Rio Verde/GO; a segunda, só este ano



Rio Verde, a mais importante cidade da região do Sudoeste Goiano é a cidade onde mais se mata travestis em Goiás e no Centro-Oeste do Brasil. Até agora, em pouco menos de dois meses de 2012, duas travestis foram assassinadas por disparos de arma de fogo. Em menos de um ano, seis travestis foram brutalmente assassinada
Por volta do meio-dia da última segunda-feira, 20/02, os soldados-PM Cristiano e Sérgio Luiz receberam uma denúncia anônima dizendo que havia um corpo no meio do mato, após alguns metros do Rio Verde Arena, no Setor Industrial 1, em Rio Verde (GO).

Imediatamente, os policiais se deslocaram ao local e perceberam que se tratava de uma travesti que não portava documentos. Trata-se de uma jovem de cor morena aparentando de 20 a 25 anos, usando três pulseiras no braço esquerdo, uma sandália de cor preta, uma peruca loira, um piercing no umbigo e com uma tatuagem de três estrelas na barriga.
A vitima estava sem as roupas de baixo e no local não foram encontrados celular e nem a bolsa. É muito comum as travestis usarem um aparelho telefônico celular para receberem ligações de homens para combinações de programas sexuais, o que aumenta a suspeita de um latrocínio “roubo seguido de morte”. Moradores disseram que ouviram disparos de arma de fogo no final da noite de domingo. No local foram encontrados rastros de um carro de passeio.
Uma equipe da Policia Técnico Cientifica composta pela perita Emiline e Edwal Filho esteve no local e  constatou que a travesti foi assassinada com três disparos de arma de fogo que a atingiram n as costas, na nuca e na cabeça. No local, foi encontrada uma embalagem de camisinha, a policia acredita que o autor tenha mantido relação sexual com a travesti antes de assassiná-la. Uma equipe do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) também esteve no local, colheu provas e está investigando o caso. O corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Rio Verde, onde está à disposição dos familiares.
Esta é a segunda travesti assassinada este ano em Rio Verde (GO). O primeiro homicídio teve como vítima Thiago da Silva Carvalho, 23 anos, conhecido no meio LGBT como a travesti “Helen Jabor”. Thiago/Helen foi assassinado com vários tiros na cabeça no pátio do Posto Horizonte, na Vila Maria, no último dia 5 de fevereiro. [Com informações do site www.plantaopolicialrv.com.br]

Nenhum comentário