Header Ads

Ayra Lamour denuncia homofobia

http://3.bp.blogspot.com/--TSPVZ0On6U/UAHtFCK52kI/AAAAAAAAAfI/8Q41r9l6__8/s320/283791_303257309770131_1699314067_n.jpgA cabeleireira transexual Ayra Lamour, 25 anos, diz ter sido vítima de homofobia em uma casa noturna, localizada na Rua Victório Partênio, na Vila Partênio. De acordo com ela, que registrou boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial, tudo começou, por volta das 4 horas, depois que ela se negou a dançar com o suposto agressor, identificado como Erick Duílio de Assis Nicolau, e a beijá-lo. Nos últimos anos, Mogi das Cruzes registrou outros casos de violência em casas noturnas, como na antiga Jive e na Divina Comédia, sendo que os acusados respondem em liberdade.

Segundo relatos de amigos da transexual, no último dia 9, ela estava dançando quando foi abordada por um grupo de meninos. Um deles teria pedido para dar um beijo na cabeleireira, mas ela negou. Revoltado, o moço, que estava aparentemente alcoolizado, a surpreendeu com um golpe no maxilar. “Eu estava dançando, curtindo a noite, como costumo fazer com frequência nesta casa noturna. Os meninos começaram a mexer comigo. Um deles se aproximou querendo conversar e me beijar. Eu neguei várias vezes. Na terceira, ele se revoltou e me atingiu com um soco na boca”, relatou a cabeleireira, lembrando que os seguranças do local expulsaram o agressor. (Débora Barros, especial para O Diário) - Foto e video via: Gustavo Don

Nenhum comentário