Header Ads

Ria Cooper: transexual que mudou de sexo e afirma arrepender-se

Ao nascer foi batizado como Bradley. Embora parecia um homem, se sentia preso em um corpo estranho, achava que era uma mulher. Aos 12 anos começou a usar a roupa de sua mãe e a vestir de menina e aos 15, pediu ajuda aos médicos para mudar de sexo. Aos 17 conseguiu.
Ria Cooper, como se chama atualmente, apareceu nos principais jornais do mundo: converteu-se na pessoa mais jovem do Reino Unido em mudar de sexo.
No entanto, as coisas não saíram de acordo ao planejado. Embora Cooper submeteu-se a uma avaliação psicológica antes de iniciar a terapia de mudança de sexo, sua nova condição de mulher também não lhe garantiu a felicidade.
As injeções de hormônios provocaram mudanças drásticas de ânimo e um desejo sexual alto que não conseguia satisfazer. Não pôde encontrar namorado, tentou se suicidar duas vezes e terminou na prostituição.
“Na noite em que me quis cortar as veias bebi uma garrafa de Jack Daniels pensando como me sentia sozinha e como minha decisão tinha afastado de minha família, portanto teria que voltar a ser um homem para resolver”, disse Ria ao Daily Mail.
Cooper cancelou a operação de mudança de sexo completa que estava programada para janeiro e deixou a terapia de hormônios femininos que lhe fez crescer os seios. Hoje está em uma depressão profunda, não tem trabalho e dorme em um porão de uns amigos.
Por isso, deseja se converter novamente em homem. Acha que se volta ter barba e usar calças masculinas terá melhor sorte no amor e que se desfaz de sua mudança, sua família a aceitará novamente.
“Não quero viver em isolamento, longe de todos os que amo. Esta é a única maneira de avançar. Só quero ser feliz e esta é minha última oportunidade”, disse ao diário britânico.
Os sonhos de Cooper mudaram e já não sonha em ser mãe e esposa. Hoje quer unir-se ao exército, ter uma carreira nas forças armadas e voltar a chamar-se Bradley.

Do Bulhufas

 

Nenhum comentário