Header Ads

Segundo artigo Namorado seria o assassino de Nicole Borges

Nicole ela cabelereira, trabalhava no salão da mãe. Ela tinha um namorado, Daniel, que inclusive visitava a casa da mãe. No sábado a noite ela combinou com o Daniel de irem a uma balada. Ela foi primeiro mas o Daniel não conseguiu chegar, o carro dele quebrou no caminho. Ele ligou para dois amigos dele Sydnei e Maicon que foram buscá-la. Um dos dois percebeu que ela era transexual. Os amigos de Daniel não sabiam disso e ligaram para ele para provocá-lo. Intimidado Daniel decide assassiná-la. Foram até a casa de Daniel, pegaram armas, e seguiram com Nicole até uma estrada deserta. Daniel mandou ela descer, ela se recusou. Ela foi então empurrada para fora e então levou o primeiro tiro na cabeça. No chão levou mais tiros. O carro partiu passando ainda por cima do seu pé. (veja detalhes aqui)

Segue abaixo é o depoimento da mãe sobre a morte da filha e sobre Daniel.

É lamentável quando alguém diz que ama uma pessoa e tem a coragem de ser egoísta o suficiente para tirar a vida da pessoa que diz amar. Que amor é esse que nega para a pessoa amada a possibilidade de viver de projetos de escolhas e até de viver. Que amor é esse que arranca sem sentimentos a pessoa de sua família sem misericórdia sem se preocupar com a pessoa e simplesmente abandona em uma estrada deserta pelo fato de não querer mais um relacionamento. Que amor é esse? Eu me nego a acreditar que essa pessoa sabe o que quer dizer a palavra amor, não sabe dar quem não teve, eu lamento porque tirou de mim o direito de viver com meu filho, tirou de mim o amor que era todo dele, tirou de mim os segundos, os minutos, as horas eram dedicadas a ele que era bem cuidado tanto por nós como por ele mesmo. Eu não acredito em amor dessa forma, o amor é livre, as escolhas da pessoa que amamos a estar com nós ou a partir. Eu estou muito triste com um pesar enorme em minha alma com uma dor tão grande, tão grande que não posso e não quero de forma alguma aliviar a pena desse monstro e quando digo que sou a favor do porte de armas me chamam de louca, agora te pergunto, tive meu filho com 20 anos assassinado por um monstro que era seu namorado, posso ser contra o armamento jamais. Se seu o fato tinha eu matado ele primeiro.
Fica aqui minha indignação e ao mesmo tempo meu consolo que esse monstro já está no lugar que é de direito. Está preso.
Ela quero que fique.
Aos amigos ela vai ser velada em minha casa a partir das 8:30 da manhã.
E vai ser enterrada no Cemitério Vertical.

Obrigada a todos que até o momento estão me dando apoio.
Sra. Luciana Borges Generozo
Observação: a descrição do crime foi baseada nas reportagens de TV. O depoimento foi compartilhado pelo Facebook.

Nenhum comentário