Header Ads

KAROL STEFFANY: POR UM AMOR VERDADEIRO!

A bela e apaixonante Karol esta em um processo evolutivo da sua independência! Seus sonhos, lutas e ambições, se voltam para o campo das disputas por espaço em seu direito a dignidade sentimental; a garota esta respondendo em seu processo de libertação e entretenimento com seu verdadeiro eu: - SIM, eu quero viver. E a vida é aproveitar àquilo que é capaz de saciar a sede e se embriagar prazeirosamente; ou não!  A vida é o mar, o sol e o calor do verão; mas, não deixa de ser o friozinho aconchegante, que aproxima e apaixona mais as pessoas no inverno! A vida são as flores da primavera que se tornarão frutos no verão... A vida para Karol é o amor!
E amor apaixonado é racional, é o amor consciente e disposto a crescer com ela em entendimento e enfrentamento aos preconceitos
e discriminações que por ventura venham atravessar ao caminho do casal! É isto que Karol, com sua vida estabilizada e organizada procura! Não se trata de procurar aventureiros ou pessoas que só conseguem conversar na cama, no ato sexual e pronto; não, é um companheiro que seja capaz de ajudá-la a evoluir em seu processo de redefinição e reencontro com o seu verdadeiro Eu que havia sido exilado por conta das pressões e imposições sociais em sua mais tenra infância. Se você é capaz de entender o amor a dois como um processo em que dois seres humanos se encontram para melhor enfrentarem as
dificuldades da vida e crescerem juntos a partir desses enfrentamentos, se você acredita que é capaz de dar as mãos a pessoa que você ama e ir ao parque, a praça, ao cinema e passear na praia recebendo a brisa mar chutando marolas, Karol pode estar nesse momento sonhando com você!!! Alguém especial, disposto a um relacionamento sério como todas as pessoas que desejam merecem sonhar; ser especial é saber que o amor é um dom humano e que ele
é possível desde que qualquer um coloque suas faculdades mentais, àquilo que lhes separa de qualquer outro animal, para funcionar e ver que a vida é curta e muito bela para limitarmos e nos prendermos com o que A, B ou C pensa, se na hora da dor só contamos com as pessoas que verdadeiramente gostam de nós... 

2 comentários

Mazio disse...

Quantos anos vc tem gata
Há se eu fosse milhionário
Casava contigo e ser feliz
Para sempre

Katia Steelman Walker disse...

Agradeço o comentário...