Header Ads

Andréia Amado: Preso primeiro suspeito de participação na morte de transexual


O taxista Maicon Gomes, 29 anos, foi preso preventivamente na manha de hoje pela 2ª DHPP. Ele é considerado um dos suspeitos pela morte de Andréia Amado, 28 anos, executada a tiros na Rua Câncio Gomes, Bairro Floresta, em Porto Alegre, no começo de junho.

De acordo com a investigação, Maicon transportou os dois atiradores e os aguardou a uma quadra de distância do crime para leva-los embora após o crime. Em depoimento, o taxista admitiu que fez a corrida para a dupla, mas negou que soubesse ou que tenha percebido o crime.

Para a polícia, transexual não foi vítima de homofobia

ONG adverte que medo de represália impede que Polícia esclareça morte de transexual

 
— Temos a convicção de que não foi uma corrida aleatória. Este suspeito é usuário de drogas e cliente dos traficantes envolvidos no crime. Prestou um serviço a eles — afirma o delegado Filipe Bringhenti.

Segundo ele, seria impossível que o taxista não tivesse, ao menos, escutado os disparos. A polícia ainda procura os outros dois envolvidos no crime.

Há convicção de que a transexual Andréia não era o alvo dos criminosos. Teria sido morta como um recado a uma travesti que agenciaria aquele ponto de prostituição.

Do DG

Nenhum comentário