Header Ads

O Orgasmo anal: Como ter um.


Misturando dois mistérios do universo sexual feminino, o assunto não poderia ser menos controvertido para muitas mulheres. Mas quem já passou pela experiência garante que o segredo é relaxar e aproveitar. E que isso pode ser muito simples!
Ah, o orgasmo! Para algumas mulheres, um completo desconhecido. Para outras, um visitante de presenças bissextas. Mas há também aquelas para as quais o dito-cujo é um amigo tão íntimo que pode chegar a qualquer hora, até mesmo pela porta do fundos. "Sim, por quê não?", impõem-se elas. Desprendidas de todo e qualquer medo, essas mulheres garantem que, para experimentar o poder de inundação de algo chamado por elas mesmas de orgasmo anal, o segredo é simples: relaxar e gozar.
“Simples da boca pra fora!”, chega já em contra-ataque a dentista Karla Nascimento. Para ela, como acontece com uma parte expressiva das mulheres, o sexo anal é ainda um grande e doloroso mistério. “Comigo, não é possível. Aquilo não foi feito para receber nada, só expelir. Todas as vezes em que tentei doeu, aí fico tensa e perco logo todo o tesão na brincadeira”, afirma ela. No entanto, Karla reconhece que a região é mesmo altamente sensível e que o tal termo “orgasmo anal” é pra lá de instigante. “Nossa, mas como será isso?”, questiona-se. A estudante Luísa Rego Monteiro, que se diz craque no assunto, responde: “Gozar por vias normais, só que a partir do sexo anal. É completamente diferente porque não há nenhum estímulo físico na região da vagina, no clitóris. É simplesmente gozar de prazer e de relaxamento, sem olhar para trás, como se não houvesse amanhã”, define.
Entretanto, para o sucesso dessa empreitada é mesmo necessário algo um pouco além do “mero” relaxamento. Um outro ingrediente, às vezes raro, é de importância fundamental nesse processo: um homem competente. “Não são todos os que sabem fazer. Aliás, acho que a maioria não tem muito gabarito. Eles não têm delicadeza e nem paciência para levar a mulher ao orgasmo por essas vias”, denuncia a cabeleireira Sandra Moutinho. Não é pra menos, como se defende o técnico de som Mário Agrizi. “A maioria das mulheres também não gosta do sexo anal. Geralmente, quando um homem consegue fazer, é uma deferência dela. Então, fica uma coisa feita com pressa, sem carinho. Vira uma bola de neve: ela não sente prazer, só faz porque ele gosta. Não está preocupada em gozar”, acredita ele. Aqueles que conseguiram, no entanto, reafirmam a crença no poder do clima relax. O artista plástico Ian Fonda, que garante já ter levado duas mulheres ao clímax com sua performance, diz que a receita de bolo está mesmo na sensibilidade. “As duas gostavam que eu fizesse de maneiras diferentes. O segredo está em deixá-las à vontade para que mostrem como preferem”, ensina ele, lembrando, porém, que o sexo anal, por melhor que seja, está longe de ser uma garantia de orgasmo feminino. “Comigo, pelo menos, foram duas vezes em duzentas”, puxa da ponta do lápis.
A sexóloga Margareth Labate endossa a opinião do rapaz. Ela afirma que o que se chama de orgasmo anal é mesmo um acontecimento raro na vida sexual de uma mulher. “É preciso estar bastante solta, com a cabeça voltada apenas para o envolvimento daquele momento. Além disso, há mulheres que não conseguem chegar ao orgasmo sem uma estimulação clitoriana. Mas todo esse mistério também pode fazer orgasmo pelo sexo anal mais prazeroso, surpreendente, mais especial”, diz ela. Margareth acrescenta ainda um ingrediente a mais em nossa receita, igualmente importante aos demais. “Um lubrificante à base d’água pode ser fundamental. Há alguns bons produtos no mercado, inclusive com pequenas doses de anestésico para aliviar os eventuais incômodos. Na hora de comprar, é importante verificar se o produto é hipoalergênico e à base d’água”, recomenda. Para finalizar, ela lembra que, na verdade, a senha para todos os orgasmos é uma só: estar satisfeita. “Nunca é demais dizer que ninguém é obrigado a fazer nada entre quatro paredes. Apenas, o que dá prazer”, conclui Margareth.
DO Bolsa de Mulher 

Como ter um orgasmo com sexo anal 

Para muitos casais o sexo anal é um tabu, do qual nem se fala e muito menos se pratica. No entanto, na intimidade, explorar é a chave do prazer, e são muitas as pessoas que obtêm enorme satisfação com a penetração anal, que é simplesmente outra forma de desfrutar. Bem praticado, o medo à dor se converte rapidamente em um fantasma para dar passo ao prazer, por isso em umComo.com.br lhe explicamos-lhe como ter um orgasmo com o sexo anal e experimentar um clímax como nunca experimentou.

Instruções
  1. O sexo anal não é algo que podemos praticar em cinco minutos, não é sexo rápido, pelo contrário. Requer tempo, paciência e dedicação para que a penetração seja completamente prazerosa e que a pessoa penetrada chegue ao orgasmo de forma intensa e deliciosa. Por isso, primeiro devemos ter tempo para nos dedicar por completo ao ânus, sem pressa.
  2. Estimular o ânus de sua parceira sem deixar de lado a vagina, o clítoris, os seios e todas as zonas erógenas femininas. A ideia é que sua parceira se sinta completamente excitada e disposta à penetração e a desfrutar. Com a estimulação, o ânus dilatará e ficará pronto para ser penetrado.
  3. Quando o ânus estiver dilatado, deverá recorrer a um lubrificante para que o pênis deslize. Este passo é fundamental já que o ânus não lubrifica por si só como a vagina. Já que comparamos, deve saber que para que o sexo anal seja prazeroso e sem dor deve-se começar a penetrar com a ponta de forma delicada. Se o pênis for introduzido completamente de uma só vez é possível que ela experimente dor ou incomodidades. Usem um plug anal se desejam preparar o ânus lentamente para a penetração.
  4. Quando penetrar com a ponta de seu pênis o ânus de sua parceira deverá se manter sem movimento alguns segundos, esperando que a tensão inicial passe e que ela relaxe. Beije-a no pescoço, acaricie seu clítoris ou seus seios, diga coisas no seu ouvido, estimule-a e leve-a ao prazer.
  5. Quando ela estiver relaxada, você pode começar a penetrá-la suavemente introduzindo pouco a pouco o pênis enquanto ambos desfrutam das sensações que este tipo de penetração gera. Para ela será algo diferente e delicioso, enquanto o homem recebe um grande estímulo ao penetrar um orifício mais estreito que o habitual.
  6. A paciência é fundamental, apesar de que na pornografia vemos mulheres serem penetradas analmente com uma intensidade similar ao sexo vaginal, a realidade é outra. Deve-se ir devagar, a lentidão gera um prazer enorme, para ela será gratificante sentir como o pênis avança cada vez mais explorando partes desconhecidas.
  7. Quando ambos estiverem prontos poderão aumentar a velocidade um pouco. Lembre-se sempre que devem ser estimulados os pontos chave do corpo, a proximidade deste tipo de penetração permite fazê-lo, motivo pelo qual é muito excitante.
  8. A posição que escolherem é muito importante para que ela chegue ao orgasmo com o sexo anal, por isso consulte nosso artigo sobre as melhores posições para consegui-lo e garantir o prazer de ambos.
  9. Não hesite em usar brinquedos sexuais como os vibradores ou consoladores para aumentar o prazer. Enquanto ela é penetrada analmente podem usá-lo para masturbar, estimular o clítoris e inclusive para penetrar vaginalmente. Isso proporcionará grande prazer que acabará, com certeza, em um orgasmo muito intenso para ambos.
  10. Desfrutem de sua sexualidade plenamente e vivam a deliciosa experiência do sexo anal, uma forma de prazer diferente mas muito estimulante.
  11. Se deseja ler mais artigos parecidos a como ter um orgasmo com sexo anal , recomendamos que entre na nossa categoria de Sexo e Beijos ou que se inscreva no nosso boletim de novidades.

Nenhum comentário