Header Ads

Transexual russa condenada pela Justiça cumpre pena em prisão masculina

Uma transexual russa, que está prestes a passar por uma cirurgia de mudança de gênero, foi condenada pela justiça e cumprirá a sentença em uma prisão masculina. Alina Davis, de 25 anos, que no passado se chamava Dmitry Kozhukhov, chegou a solicitar que a pena fosse cumprida em um presídio feminino, mas não conseguiu. Ela foi condenada a dois meses por dirigir com habilitação falsa.

Como contou o jornal Metro, do Reino Unido, a Justiça russa alegou que Alina ainda não passou pela transição completa para se tornar mulher e ainda seria homem perante a lei. No entanto, a solicitação para cumprir a pena em uma cela exclusiva também foi negada, pois a unidade prisional alegou que não tem esse tipo de acomodação.

Agora, Alina está compartilhando a cela com outros quatro condenados, na cidade de Egorievsk, na região de Moscou, no oeste da Rússia.

"Kozhukhov, também conhecido como Davis, é um homem de acordo com seus documentos e, como resultado, ele foi enviado para uma prisão masculina", disse um porta-voz da polícia.

A prisão por dirigir com carteira falsa em Moscou não é automática, mas Alina já tinha antecedentes criminais. No início do ano, ela foi presa por posse de entorpecentes, mas na ocasião as autoridades decidiram não mantê-la sob custódia, por não saber em que tipo de prisão ela deveria ficar.

Alina é conhecida na Rússia por ter se casado com uma jovem chamada Allison Brooks. Elas conseguiram "burlar" a rígida legislação do país, que não permite a união entre pessoas do mesmo sexo, porque, legalmente, Davis ainda era um homem.

Do Extra

Nenhum comentário