Header Ads

Sobre Crossdressers e Travestis

Muitas pessoas, geralmente pessoas com mais condições financeiras, que se travestem evitam a usar a palavra “travesti”, o que é até compreensível, uma vez que esta é uma palavra muito associada a prostituição, e a outros estereótipos um tanto quanto negativos. Elas preferem usar o termo “crossdresser”, mas na prática não existe uma diferença real entre crossdresser, para o que realmente é um travesti.
 
Caso você não se identifique como mulher, mas apenas goste de usar roupas tradicionalmente consideradas pela sociedade como femininas, teoricamente você seria um travesti, ou seja, você está se travestindo. Você está usando roupas que socialmente não correspondem ao gênero que você se identifica majoritariamente. Uso a palavra majoritariamente porque creio que se você está usando roupas femininas frequentemente, pelo menos em parte, você se identifica com o gênero feminino, ou melhor dizendo, você se identifica com algo que faz parte do conceito do gênero feminino existente na sociedade atualmente.

Embora também podemos analisar questões sócio/culturais como por exemplo, o fato de uma mulher vestir calças e camisas masculinas não ser considerado como algo transvéstico, uma vez que essas vestimentas acabaram ao longo do tempo sendo incorporadas ao gênero feminino. Aliás, vale a pena ler o post “About Sex: Calças e Saias”.

Se formos considerar mulheres transexuais pessoas que vivem, se vestem, agem e se identificam como mulher, apesar de ainda possuírem a genitália masculina, teoricamente as pessoas consideradas pela sociedade como travestis, estariam na verdade muito mais perto de um conceito de “mulheres transexuais”, do que de travestis. Já as pessoas consideradas crossdressers é que seriam os verdadeiros “travestis”, ou pessoas que estariam mais próximas do conceito do que é realmente ser travesti, já que um homem crossdresser, por definição, é alguém que majoritariamente se identifica com o gênero masculino.

Nenhum comentário