Header Ads

Pernalonga, o coelho feminino

As vezes eu não sei dizer se o Pernalonga é uma grande referência do mundo en femme ou ele merece ser criticado pela imagem politicamente incorreta de alguns episódios. No entanto, considerando as peculiaridades da época em que o desenho foi lançado, eu jamais conseguiria criticar esse coelho malandro que adora se vestir de mulher para enganar os seus caçadores e não virar um banquete.
Pernalonga em "What's Opera, Doc?" (1957)
Desde criança eu acompanho esse personagem, que está próximo de completar 80 anos, e sempre fui cativada pelo seu lado feminino que, apesar dos exageros da comédia, consegue ser delicado. Alias, até a deusa RuPaul comentou em uma entrevista que foi o Pernalonga quem a introduziu ao mundo das drags.



A propósito, será que ele se considera uma drag, uma crossdresser, uma trans ou o que?
Considerando que na década de 30 os female impersonators (transformistas) vinham ganhando espaço nos palcos, suponho que isso tenha servido de inspiração para os redatores do desenho. Inclusive no ano de estreia do personagem eles já o colocaram fantasiado de cachorrinha para ludibriar o cachorro do caçador.
Pernalonga em "Hare-um Scare-um", 1939
Os principais desenhos do Pernalonga foram lançados nas séries Looney Tunes e Merrie Melodies da Warner Bros. Animation durante o período de 1939 a 1964 e eu os assisti (e me diverti) durante os anos 90 como se fosse qualquer outro desenho contemporâneo. Nesse intervalo de tempo o coelho comediante apareceu em 168 episódios sendo que em 43 deles ele se apresenta en femme, ou seja, ele se montava pelo menos 1 vez a cada 4 episódios!!! (poxa, nem eu me monto com tanta frequência quanto ele!!)
A seguir apresento uma coletânea de aparições do Pernalonga en femme. Muitos desses desenhos me despertaram memórias divertidas, espero que desperte algo semelhante em vocês também:


Para finalizar, uma das montagens mais impressionantes da Pernalonga!
A cena foi retirada do filme Looney Tunes: De Volta à Ação (2003):



Postado originalmente no Blog O homem feminino

Nenhum comentário