Uma Crossdresser Gordinha Complicada e Imperfeita

Alunas denunciam professor por assédio sexual

A informação é que o professor usava o aplicativo Whatsapp para enviar às alunas mensagens de conotação sexual.
Alunas de um colégio particular de Aracaju protestaram na manhã da última terça-feira, 24, para denunciar casos de assédio sexual por parte de um professor.
Um parente de uma das vítimas, que preferiu não se identificar, revelou que pelo menos 12 meninas teriam sido alvo das mensagens. O parente disse também que os pais dos alunos irão se mobilizar para denunciar o caso junto à Polícia Civil.
Não há confirmação oficial, mas a informação é de que o professor não está mais trabalhando na escola. 
O Portal Infonet tentou contato com a instituição, mas sem sucesso. A equipe de reportagem está à disposição para esclarecimentos por meio do telefone (79) 2106 8000 e do email jornalismo@infonet.com.br.
O Portal Infonet continuará apurando a situação e logo trará novas informações.


Colégio demite professor acusado de assédio

O professor acusado de praticar assédio sexual contra alunas matriculadas em uma escola particular de Aracaju está demitido. O diretor do estabelecimento de ensino, José Augusto do Nascimento, informou que a decisão pelo afastamento do acusado foi tomada no mesmo dia em que as alunas denunciaram episódios que se caracterizam, conforme frisou, como comportamento inadequado do profissional.
O diretor José Augusto diz que a instituição recebeu a denúncia na quinta-feira da semana passada, dia 19, por volta das 7h da manhã e às 11h30 o professor já estava afastado das funções no estabelecimento. Para tomar a decisão, conforme José Augusto, a direção da escola ouviu o acusado. Segundo o diretor, o professor teria dito que teria abordado as meninas, apenas dizendo que elas eram bonitas e que não o fez por maldade. “Não foi nada pejorativo”, considerou o diretor. “Mas, para a escola, o mais importante é a palavra das alunas, elas se sentiram incomodadas”, enalteceu.

O diretor garante que não há registros de mensagens enviadas por redes sociais a alunas nem também imagens ou gravação de voz. “Tudo foi verbalizado”, conta. O diretor informa que a direção da escola também ouviu os pais das alunas e que permanece dando a assistência necessária a todas as estudantes que se sentiram incomodadas com o “comportamento inadequado” do professor.

O caso não foi registrado pela Polícia, segundo informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). Para o diretor do estabelecimento de ensino, caberá aos pais tomar as decisões que considerar necessárias.

Por Cássia Santana do Infonet

Share:

Transexuais e travestis não precisam se submeter a corte masculino em presídio, decide juíza


A juíza da Vara de Execuções Penais do DF autorizou a direção do Centro de Detenção Provisória (CDP) a não submeter pessoas trans e travestis ao corte de cabelo imposto aos custodiados do sexo masculino. A determinação vale para quem seja do sexo biológico masculino e declare identidade de gênero feminina e, na data do recolhimento, já apresente cabelos naturais longos e não tenham realizado cirurgia de redesignação sexual.
A decisão foi proferida em resposta à consulta feita pelo Diretor da unidade prisional sobre qual tratamento deveria ser dispensado, uma vez que aquela unidade adota o padrão de corte de cabelo baixo.
Ao decidir, a juíza afirma que, atualmente, o custodiado que não fez cirurgia de redesignação sexual não pode ser alocado em presídio destinado a mulheres, com as quais se identifica. Segundo normas do sistema penitenciário do Distrito Federal, o interno do sexo biológico masculino que possua caracteres femininos, mas que não tenha realizado cirurgia de transgenitalização cumprirá pena, preferencialmente, em cela separada em penitenciária masculina.
No entanto, “tal fato não pode ser impeditivo que tenha o mesmo tratamento reservado a elas  quanto ao corte de cabelo sob pena de se deixar de reconhecer a própria identidade de gênero ou de não se dar tratamento digno”.
E acrescenta: “Os cabelos compõem a moldura do rosto e significam, para a imensa maioria das mulheres, mulheres trans e travestis, uma das formas de empoderamento, aptos a demarcar suas individualidades ou características de ousadia, juventude, liberdade, sedução, poder, entre outros predicados, tornando-se ingrediente fundamental de sua identidade”.
Assim, a magistrada afastou a necessidade do corte de cabelo, determinando, contudo, que, por questões de segurança, os apliques de cabelo natural ou artificial devem ser retirados.

Share:

Tribunal de Justiça de Minas Gerais estende a Lei Maria da Penha as transexuais

A Lei Maria da Penha poderá ser aplicada também às mulheres transexuais em situação de violência doméstica e familiar, segundo determinou o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). O entendimento visa proteger a todas as pessoas cuja identidade de gênero seja feminina, garantindo seus direitos fundamentais.
A decisão foi tomada após a apresentação de um recurso pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), questionando o indeferimento de medida protetiva a uma mulher transexual que sofria violência doméstica por parte do seu companheiro, com quem residia há cerca de um ano e sete meses.
Na apelação, o MP ressaltou que a Lei Maria da Penha é pautada pela noção de gênero e extrapola o sexo biológico da vítima. Assim sendo, deve contemplar a dignidade humana de pessoas trans cuja identidade de gênero é feminina e que estão em situação de violência (física, sexual, psicológica, moral ou patrimonial).
Para a coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos (CAO-DH), Nívia Mônica Silva, a decisão do TJMG representa um importante passo no combate à violência contra transexuais, diante dos números alarmantes que fazem do Brasil o país que mais mata a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais). 
De acordo com o Grupo Gay da Bahia, a associação de defesa dos homossexuais e transexuais mais antiga do Brasil, no último ano foram registrados 347 assassinatos contra a comunidade, o maior número desde que a contagem foi iniciada, em 1980. Ainda segundo o levantamento, Minas Gerais registra o quinto maior índice de homicídios de transexuais do país.

Share:

Sapatos grandes, numeração especial, onde comprar?

Quem acompanha o blog já deve ter me visto comentando sobre a dificuldade que é querer usar um belo par de saltos enquanto se calça 42, não é verdade?

Eu tenho esse problema há 13 anos e lembro que o meu primeiro salto foi uma sandália de tiras cor de rosa três números menor que o meu... prefiro não comentar o desastre, até fiquei com trauma pelas sandálias por muito tempo (agora sou apaixonada por elas xD), mas na época eu sabia apenas de uma loja que tinha a minha numeração e era um padrão muito caro para o meu bolso.

Mesmo hoje em dia eu acho que existe pouca variedade e é muito caro quando se compara com as opções das meninas que calçam menos que 39, entretanto acabei encontrando algumas lojas que me deram bons produtos e posso até afirmar que tenho opções, então gostaria de compartilhar com vocês a minha experiência!!

Segue um pouco da minha pequena coleção e descubram de onde meus queridinhos vieram:

Sapato Show
https://www.sapatoshow.com.br/

Comprei essas duas belezinhas nesse site aqui do Paraná. Achei a forma pequena, pra mim foi necessário pegar um número maior que o de costume.  No geral o preço é bom para essa numeração, tem opções de sapatos a pronta entrega (opções mais em conta) e opções personalizadas.

Beverly Heels
https://www.beverlyheels.com/
O site é americano e envia para o mundo todo. Como é cotado em dólar o preço acaba sendo um pouco elevado, mas as opções são diversas, a qualidade dos produtos é excepcional e, por sorte, nunca precisei pagar o imposto de importação.

Domínio da Moda
https://www.dominiodamoda.com.br/
Só tive uma experiência com eles e foi ótima. Acho o preço desse site acima da média, porém pelo design e pelo conforto dos saltos pode-se dizer que compensa. Já passei várias horas em cima dessa sandália sem nenhum incômodo!!

Au Bottier
http://www.aubottier.com.br/
Conheci a loja física em São Paulo/SP (R. Augusta, 1198) e não cheguei a comprar pela internet. Na loja o atendimento é nota 10, fiquei a vontade para experimentar de tudo. Além dos sapatos, tem opções de roupas (principalmente a linha sensual) e foi aí que encontrei a minha primeira calcinha gaff pra fazer tucking. A variedade para a numeração especial é limitada, mas dá pra sair com um belo salto como essa minha Ankle Boot. Eles também trabalham com opções personalizadas.

Antônia Rocha Calçados
https://www.instagram.com/antoniarochacalcados/
Se trata de uma loja física aqui de Curitiba/PR (Av. Ver. Toaldo Túlio, 180). Fui de menino com a esposa, provei diversos sapatos na loja e saí com 3 caixinhas na mão. Eu estava em busca de sapatos mais confortáveis e sem salto para quando fosse ficar muito tempo de menina e encontrei o que procurava com preços acessíveis (principalmente os produtos de troca de estação) e o atendimento foi ótimo.

Light In The Box
http://www.lightinthebox.com/
Esse site é o meu achado chinês favorito para sapatos, perucas e meias. Diferente do aliexpress, essa é uma loja que envia para o mundo todo e confio na qualidade dos produtos. Os preços não são baratos para um site chinês, mas pelo design e acabamento dos produtos eu acho que vale o investimento. A forma é pequena e preciso pedir um número maior. Já tive problema com um produto e o pós-vendas foi ótimo, eles enviaram outro produto logo após eu encaminhar uma foto indicando o problema.

ebay
https://www.ebay.com/
Recorri ao ebay porque fiquei apaixonada por esse modelo de sapato e era o único local que enviaria para o Brasil na época. Funciona como o mercadolivre e cada vendedor tem a sua política de envio. O valor em dólar deixa os preços salgados, entretanto a variedade de opções compensa. Por acaso a minha compra caiu na Receita Federal e fui taxada, tornando esse o meu sapato mais caro de todos =/

Victor Vicenzza
http://www.victorvicenzza.com.br/
Site brasileiro do estado de Santa Catarina. Eu comprei apenas uma bota com eles e não gostei tanto do acabamento, porém, considerando que ela foi bem barata, achei que a relação custo benefício foi positiva. Tenho amigas que já compraram com eles e recomendam, então preciso fazer outro teste para poder dar uma opinião mais completa xD

A Hananza
https://www.ahananza.com.br/
Foi uma das minhas compras mais recentes e é uma loja de São Paulo/SP. O preço é competitivo e a qualidade não é ruim, entretanto de todos os sites este foi onde tive a pior experiência com o pós-venda, então eu não recomendo e nem pretendo comprar novamente com eles.

Do Excelente blog O Homem Feminino
Share:

-

BANNER 728X90

Video Recomendado

-

AD BANNER

Visualizações

About & Social

Sobre este blog

Aqui eu não sou homem ou mulher. Sou um adepto do crossdresing. Sou uma Crossdresser - CD ou CDzinha. Desde os 9 anos, adoro lingeries e roupas sexyes. Levo uma vida normal masculina e tenho uma vida clandestina feminina.

Me proponho aqui a falar um pouco de tudo, em especial das Crossdressers, dos transexuais, dos Travestis e da enorme comunidade
LGBT existente em todo o mundo. Um estilo de vida complicado e confuso (para alguns)... Este espaço também se presta para expor a minha indignação quanto ao ódio e preconceito em geral.

Observo que esse é um blog onde parte do que aqui posto pode ser considerado como orientado sexualmente para adultos, ou seja, material destinado a pessoas maiores de 18 anos. Se você não atingiu ainda 18 anos, ou se este tipo de material ofende você, ou ainda se você está acessando a internet de algum país ou local onde este tipo de material é proibido por lei, NÃO siga 'navegando'.

Sou um Crossdresser {homem>mulher} casada {com mulher - que nada sabe} e não sou um 'pedaço de carne'.

Para aqueles que eventualmente perguntam sobre o porque do termo 'Crossdresser GG', eu informo que lógico que o termo trata das minhas medidas. Ja que de fato visto 'GG'. Entretanto alcunhei que 'GG' de Grande e Gorda, afinal minhas medidas numéricas femininas para Blusas, camisetas e vestidos são tamanho: 50 e Calças, bermudas, shorts e saias são tamanho: 50.

Entre em contato comigo!

Nome

E-mail *

Mensagem *

busque no blog

Arquivo do blog

TROCA DE LINKS

Apoio ao Crossdresser
Universo Crossdress
Márcia Tirésias
Club Cross
Fórum Crossdressing Place
Jornalismo Trans - Neto Lucon
Kannel Art
Noite Rainha Cross
Diário de uma Crossdresser

Gospel LGBT
Dom Monteiro - Contos do Dom
La nueva chica del bairro
Ravens Ladies
Travestismo Heterosexual

CROSSDRESSER
Nathasha b'Fly
Veronica Mendes
Camilinha Lafert
Kamila Cross BH
Sophia Mel Cdzinha

DANYELA CROSSDRESSER
Duda CD
Bruninha Loira sapeka
Cross Gatas
Klesia cd
Renata Loren
Coroa CD
Suzan Crossdresser
Érika Diniz
CDZINHA EXIBICIONISTA
Aninha CDzinha
Camila Praz
CD VALDETTY
CD Paty
Cdzinha Moranguinho
Jaqueline CD
Paty Cdzinha

Contos Eróticos da Casa da Maitê
Elite Transex

Mais

Mais vistos na ultima semana

Tags

Postagens mais visitadas há um ano

Postagem em destaque

Renata Montezine arrasando como sempre

Renata Albuquerque Montezine é atualmente uma das mulheres trans, de maior sucesso no país. Já foi modelo plus size, sendo a primeira...

Pages